Celso Roth muda 6 no time do Flamengo

Muito modificado em relação ao time que perdeu para o Corinthians, na última rodada do Brasileiro, o Flamengo enfrenta neste sábado o lanterna do campeonato, o Atlético-PR, com a obrigação de vencer. Uma derrota já deixaria o técnico Celso Roth em situação delicada no clube. Por isso mesmo, ele promoveu seis alterações, na esperança de ver uma equipe mais competitiva e disposta a partir das 18h10, no Estádio Luso-Brasileiro. Roth está sob a mira do zagueiro Júnior Baiano, barrado após sucessivas trapalhadas no Brasileiro e na Copa do Brasil. Um dos mais experientes atletas do atual elenco do Flamengo, ele reclamou ostensivamente da decisão do treinador."O lá de cima (Deus) está vendo tudo, que eu trabalho direito, com seriedade. O mundo dá voltas", disse Júnior Baiano, que não aceita críticas pelas atuações irregulares, entremeadas por reclamações e faltas desleais. A expectativa de Roth é pela estréia como titular do meia Renato Augusto, de 17 anos, destaque nos últimos treinos do time. Ele chegou a atuar por alguns minutos na partida em que o Flamengo foi goleado por 4 a 2 pelo Corinthians. "Tenho 17 anos e vou agir como um garoto de 17 anos. Sei a responsabilidade que tenho ao vestir essa camisa. Vou ficar um pouco ansioso", disse Renato, não escondendo uma superstição que, garante, quase sempre dá certo. "Antes dos jogos, costumo colocar meia e calçar chuteira primeiro no pé esquerdo."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.