Eduardo Verdugo/AP
Eduardo Verdugo/AP

Celso Roth se preocupa com atuação ruim do Internacional no México

'Não fomos bem. Enfrentamos uma equipe que nos marcou muito', avaliou o técnico

AE, Agência Estado

07 de abril de 2011 | 10h33

A derrota para o Jaguares, na última quarta-feira, por 1 a 0, não abalou a confiança do Internacional na Libertadores. Com dez pontos, a equipe segue na liderança do Grupo 6 da competição e depende apenas de si para passar para a próxima fase. O que preocupa o técnico Celso Roth, no entanto, é o mau futebol apresentado no México.

"Não fomos bem. Enfrentamos uma equipe que nos marcou muito, o que dificultou demais nossa situação. Tivemos volume, mas sem conclusão. O adversário cresceu no segundo tempo e, em uma falha coletiva, tomamos o 1 a 0", analisou.

O capitão Bolívar preferiu não comentar as falhas da equipe e elogiou o adversário. "O goleiro esteve em dia inspirado. Não conseguimos sair daqui somando pontos. Hoje não deu. Mas agora temos uma decisão no Beira-Rio contra o Emelec, em que devemos carimbar a classificação à próxima fase", declarou.

Para garantir a vaga nas oitavas de final da Libertadores, o Internacional precisa apenas de uma vitória diante do Emelec, no próximo dia 19, em casa, e, para isso, quer todo o apoio da torcida. "Contamos com o apoio da torcida no dia 19", disse o goleiro Lauro.

Veja também:

linkJOGO - Leia como foi Jaguares 1 x 0 Internacional

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.