Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Ceni fala em vitória contra o Danubio e já pensa no Corinthians

São Paulo viaja a Montevidéu em clima de decisão na Libertadores

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

14 de abril de 2015 | 09h05

São Paulo embarcou na manhã desta terça-feira para Montevidéu, para enfrentar o Danubio, pela Copa Libertadores, sem conseguir esquecer que na próxima semana encara o Corinthians, no Morumbi, pela mesma competição. O goleiro Rogério Ceni disse que uma vitória fora de casa é o que a equipe precisa para ganhar autoconfiança e sair de uma condição complicada no torneio.

"Um vitória vai nos deixar com mais tranquilidade na Libertadores e vai nos deixar com mais confiança para o clássico com o Corinthians", comentou o goleiro. O São Paulo está na segunda posição no Grupo 2, com os mesmos seis pontos do San Lorenzo, mas com vantagem no saldo de gols. O Corinthians lidera a chave com 12 e o Danubio ainda não pontuou.

 O foco no rival se explica pelos dois confrontos recentes. Em 2015 foram duas derrotas, uma na própria Libertadores (2 a 0) e outra pelo Campeonato Paulista (1 a 0). Os dois ainda podem se enfrentar na decisão do torneio estadual, caso passem pela semifinal nos clássicos no próximo fim de semana.

DÚVIDA

A equipe faz o último treino antes da partida na noite desta terça-feira, já no Estádio Luiz Franzini. O técnico interino Milton Cruz tem uma dúvida na lateral direita para escalar o time. Auro e Paulo Miranda disputam a posição.

O meia Paulo Henrique Ganso afirmou que o São Paulo vai mostrar em campo a mesma postura exibida no sábado, quando ganhou por 3 a 0 do Red Bull, pelas quartas de final do Campeonato Paulista. "Vamos marcar em cima, adiantar o time e fazer pressão para o gol sair logo. Precisamos vencer", explicou o jogador, que está confirmado entre os titulares.

O provável time do São Paulo que vai iniciar o jogo será: Rogério Ceni; Paulo Miranda (Auro), Rafael Toloi, Doria e Reinaldo; Rodrigo Caio, Hudson, Souza, Michel Bastos e Ganso; Alexandre Pato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.