Rubens Chiri/Divulgação
Rubens Chiri/Divulgação

Ceni oferece almoço para funcionários do CT antes de despedida

Goleiro do São Paulo se aposenta após 25 anos como atleta

Estadão Conteúdo

10 de dezembro de 2015 | 19h30

Após 25 anos indo diariamente ao CT da Barra Funda, Rogério Ceni se despediu do local nesta quinta-feira, com o festa. Um dia antes da partida amistosa na qual será homenageado pelo São Paulo, no Morumbi, o goleiro ofereceu um almoço para os funcionários do centro de treinamento tricolor.

"Lembro que no início, quando fui promovido ao profissional, pegava carona todos os dias com o João (garçom), às 5h30. Começamos praticamente juntos, mas ele seguirá trabalhando aqui. E fico feliz em ver que assim como ele, outros profissionais também se dedicam todos os dias para fazer do São Paulo o clube grande que é", disse Rogério Ceni.

O goleiro reuniu os funcionários na sala de imprensa e agradeceu a eles pelos 25 anos de convívio. "É muito bacana ver que vocês fazem parte disso tudo. Sem vocês, que trabalham todos os dias nos bastidores, nada aconteceria no campo de jogo. E isso vale para cozinha, lavanderia, seguranças, funcionários que cuidam do campo e comissão técnica."

Na homenagem aos funcionários do CT, Ceni deu a cada um deles uma camisa especial e ainda jogou uma partida de futebol com eles. O goleiro, em contrapartida, recebeu um quadro assinado por os membros do CT da Barra Funda.

FESTA

Como o amistoso desta sexta-feira entre os times campeões mundiais pelo São Paulo em 1992/1993 e 2005 é uma partida festiva, ela não precisa seguir a legislação esportiva. Por isso, será permitida a entrada no Morumbi com instrumentos musicais e bandeiras, por exemplo. Pelo que informou a Ambev, também haverá comercialização de cerveja.

Até o fim da tarde de quarta-feira, 51 mil ingressos haviam sido vendidos para o amistoso, que também já teve a lista de participantes revelados. Entre as ausências, destaque para Cicinho, Denilson, Fábio Santos, Diego Tardelli, Luizão, Hernanes, Rodrigo, todos do time de 2005, e Antônio Carlos Zago, Leonardo e Palhinha.

CONFIRA QUEM JOGA:

São Paulo 1992-1993 - Zetti, Vitor, Adilson, Ronaldão, Pintado, Ronaldo Luiz, Müller, Toninho Cerezo, Luis Carlos Goiano, Raí, Cafu, Marcos, Válber, Dinho, Elivélton, André Luiz, Juninho Paulista, Jura, Doriva, Guilherme, Valdeir e Gilmar. Técnicos - Renê Santana (filho de Telê) e Muricy Ramalho.

São Paulo 2005 - Fabão, Aloísio, Mineiro, Lugano, Junior, Amoroso, Grafite, Alex Bruno, Renan, Thiago Ribeiro, Richarlyson, Souza, Bosco, Flávio (goleiro), Edcarlos, Josué, Christian e Flávio Donizete. Técnicos - Paulo Autuori e Milton Cruz.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.