Ceni prepara sucessor no São Paulo

No São Paulo, ninguém duvida de que Rogério Ceni será titular até o final de seu contrato, daqui a três anos. E que, se houver uma nova renovação por mais dois anos, continuará reinando até os 37 anos.Ao lado dessa certeza, uma outra começa a ganhar força: já há um sucessor. É Bruno Landgraf das Neves, que completa 19 anos em 1º de maio e tem contrato com até 2008.Alto, com 1,91m, e muita elasticidade, Bruno é convocado constantemente para as seleções de base. Foi campeão mundial Sub-17 em 2003 e vice-campeão sul-americano no mês passado. "Sempre queimei etapas e joguei nas categorias mais velhas, desde que comecei. Agora, quero estar no Mundial Sub-20 da Holanda, em junho, com 19 anos. Já estou acostumado", diz Brunão, que tem o apelido de "Alegria", por brincar muito com os companheiros.Ele aceita a missão de suceder Rogério Ceni, mas não garante ter muita paciência para esperar sua vez."Podem acreditar em mim. Gosto desse título de sucessor do Rogério. Pode parecer máscara, mas não é. Sou muito confiante. Já ouvi falar que muita gente acredita em mim e que posso ficar com o lugar do Ceni. Fico feliz porque essa é a minha meta, ser um grande goleiro do São Paulo, como ele é. Mas sonho em jogar na Europa."Um sonho que se baseia em dados concretos. Em 2003, após o título mundial Sub-17, Bruno recebeu um convite para treinar no Arsenal, da Inglaterra. "Fiquei uma semana lá. Participei de muitos treinos e eles disseram que me telefonariam depois. Não tive retorno e continuo trabalhando por aqui."Ele começou o ano com uma decepção. Esperava ser convidado para treinar com os profissionais, mas continua com os juniores. "Estou há muito tempo nas categorias de base, desde 1998. Já encheu um pouco o saco, sou ambicioso e quero estar entre os profissionais. Eu aprenderia muito mais. Como não veio o convite, vou continuar esperando minha vez."Entre os profissionais, junto com Rogério Ceni, treinam os goleiros Roger, Mateus, Renan e Flávio. Um deles deve sair para a ascensão de Bruno, provavelmente no ano que vem. "Vou disputar a Copa São Paulo em janeiro e tomara que eu suba depois."Antes disso, participará do Paulista de Juniores, de um torneio na Suíça e da Copa da Federação. "Sempre é bom para se manter em atividade."Bruno chegou ao São Paulo em 1998, com 12 anos. "Moro em São Lourenço da Serra e soube de uma peneira em Itapecerica. Fui aprovado e me mudei para os alojamentos do clube. Em 2003, assinei meu primeiro contrato como profissional. Hoje, ganho R$ 2 mil."Rogério, Taffarel e Zetti são os goleiros que mais admira. Dentre os estrangeiros, cita Buffon, da Itália, e Cañizares, da Espanha. "Tomara que chegue a esse nível um dia."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.