Rubens Chiri/spfc
Rubens Chiri/spfc

Ceni espera São Paulo forte nas competições nacionais após 'sofrer' em partida no Chile

Segundo o treinador, tropeço na Sul-Americana é risco calculado para manter time competitivo no Brasileirão e na Copa do Brasil

Redação, Estadão Conteúdo

06 de maio de 2022 | 08h38

Apesar de ter desagradado parte da torcida com a atuação do São Paulo no empate por 0 a 0 diante do Everton, no Chile, Rogério Ceni já havia calculado a possibilidade de aguentar certa dose de sofrimento na Copa Sul-Americana. De acordo com o treinador, esse é o preço a se pagar para continuar forte também na disputa do Brasileirão e da Copa do Brasil, campeonatos pelos quais o time tricolor tem compromissos nos próximos dias.

"Com a pontuação que tínhamos, creio que estudamos a possibilidade de sofrer um pouco", comentou o Ceni em coletiva depois da partida, que manteve o time na liderança do Grupo D, com dez pontos. "Necessitamos revezar os jogadores e fazer treinamento com eles. Enquanto estávamos trabalhando aqui (no Chile), outros estavam trabalhando no Brasil, para tentar ter força para jogar três competições, porque na próxima semana já temos a Copa do Brasil", completou.

Contra o Everton, Ceni seguiu a estratégia que vem adotando desde o início da Sul-Americana e escalou um time alternativo. Desta vez, um grupo grande de atletas ficou na capital paulista e seguiu treinando normalmente no CT da Barra Funda, tanto que o banco de reservas esteve cheio de garotos da base na quinta-feira.

Os jogadores que ficaram em São Paulo foram o lateral-direito Rafinha, os zagueiros Arboleda e Diego Costa, o lateral-esquerdo Welington, os volantes Andrés Colorado e Rodrigo Nestor, os meias André Anderson e Igor Gomes e os atacantes Alisson, Eder e Calleri.

Com esses nomes importantes descansados, o São Paulo se prepara para enfrentar o Fortaleza, no domingo, na Arena Castelão, pelo Campeonato Brasileiro. Poucos dias depois, na quinta-feira, é a hora de decidir a terceira fase da Copa do Brasil contra o Juventude, no Morumbi, após empate por 2 a 2 em Caxias do Sul.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.