Centro de Treinamento do Guarani vira garantia de dívida

Ninguém se interessa por leilão de CT do clube, que deve cerca de R$ 4,5 milhões a ex-jogador argentino

08 de fevereiro de 2008 | 10h10

O segundo leilão do Centro de Treinamento do Guarani foi realizado, na tarde de quinta-feira, e ninguém se interessou para dar um lance. A audiência foi realizada na 8.ª Vara do Fórum Trabalhista de Campinas, por conta do não pagamento da dívida de cerca de R$ 4,8 milhões ao ex-jogador argentino Liberman. Como ninguém arrematou o CT, os advogados do ex-atleta, entre eles a advogada Gislaine Nunes, solicitaram o imóvel como garantia até que a dívida seja quitada. Agora, os dirigentes bugrinos levaram ao Conselho Deliberativo a proposta de venda de um terreno pertencente ao clube, em Campinas, próximo a Rodovia Bandeirantes. Uma parte da venda seria destinada ao pagamento dos valores pendentes com Liberman. Em relação ao time, o técnico Roberval Davino ganhou dois reforços para o jogo deste sábado contra o Palmeiras. O volante Roger e o meia Marcinho voltam de suspensão e ficam à disposição. Já os laterais Robinho e Lucas continuam lesionados e ainda são dúvidas.

Tudo o que sabemos sobre:
Guarani

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.