Érico Leonan/Divulgação
Érico Leonan/Divulgação

Centurión revela drama e agora espera se destacar no São Paulo

Argentino supera problema pessoal e aposta no apoio de Bauza

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

20 de janeiro de 2016 | 08h00

O ano começou diferente para o atacante argentino Centurión no São Paulo. As mudanças no elenco, junto com a vinda de um técnico compatriota, Edgardo Bauza, deram ao jogador a chance de começar a temporada como titular. A nova fase coincidiu com uma conquista na vida pessoal, fator decisivo para que o atleta ex-Racing se sinta mais à vontade no Brasil.

Contratado por R$ 14 milhões no começo do ano passado, Centurión conviveu com a reserva e admite ainda não rendido o esperado no São Paulo. A aposta dele é ter um 2016 diferente, principalmente por ter superado um problema com a namorada, Melody Pasini. "Quando cheguei aqui com minha namorada, tive um problema pessoal complicado. Mas foi pouco. Depois com o tempo, com a ajuda dos meus companheiros, pude passar esse momento", afirmou.

Melody precisou se submeter a um tratamento para se curar de um câncer. A rotina incluía viagens à Argentina, o que atrapalhou a adaptação de Centurión. O atacante chegou a despertar a preocupação no ano passado do então técnico Muricy Ramalho por ser tímido e ter pouca proximidade com colegas. O idioma era uma barreira, agora já superada pela vivência no Brasil e pela chegada no São Paulo de estrangeiros que falam espanhol.

Uma das vindas animou bastante Centurión. Bauza quis contratar o jogador quando dirigia o San Lorenzo e agora no mesmo clube, conversou com o atacante e lhe deu respaldo. "Ele está disposto a me dar confiança e creio que essa palavra é boa para um jogador. Queria encontrar isso em um treinador para fazer meu trabalho. Estou jogando na posição que atuava o Racing, agora só depende de mim para fazer o melhor e manter a titularidade", disse.

Centurión completou 23 anos nesta terça-feira e foi alvo da tradicional brincadeira do trote no elenco do São Paulo. O argentino foi atingido com ovos e farinha pelos companheiros de elenco após o treino.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.