Gilvan De Souza / Flamengo
Gilvan De Souza / Flamengo

César é ovacionado em desembarque e celebra classificação do Fla: 'Inesquecível'

Torcedores brincam e falam para Tite prestar atenção no arqueiro

Estadão Conteúdo

01 de dezembro de 2017 | 13h18

O Flamengo desembarcou nesta quinta-feira, no Rio, com um novo herói. O goleiro César caiu nas graças da torcida ao ser um dos destaques da vitória por 2 a 0 sobre o Junior Barranquilla, na Colômbia, que garantiu o time carioca na decisão da Copa Sul-Americana, contra o Independiente.

+ Emocionado, Muralha pede desculpas pelas falhas no Fla e recebe apoio de César

+ Técnico do Flamengo exalta goleiro César: 'Teve atitude e estrutura'

E a admiração da torcida pelo novo xodó ficou evidente no aeroporto. César ouviu dos flamenguistas gritos de "melhor goleiro do Brasil" e até cobrança ao técnico da seleção brasileira. "Abre o olho, Tite", pediu um deles.

"Fico muito feliz. A torcida do Flamengo sempre foi assim, muito carinhosa em todo lugar que a gente passa. Então, a gente conta com o apoio deles nesta reta final, para que a gente possa conquistar o que a gente tem buscado", declarou César.

Há algumas semanas, ninguém poderia imaginar que o goleiro seria titular em um duelo decisivo como esse. Há dois anos sem jogar uma partida oficial, ele só atuou porque Diego Alves sofreu uma grave lesão, Alex Muralha atravessa péssima fase e Thiago também se recupera de problema físico.

Por isso, nem mesmo César poderia esperar o que aconteceu em Barranquilla. "A gente imaginava ir buscar um bom resultado, que seria importante, mas da maneira que foi, acabou sendo inesquecível."

O goleiro se tornou herói da classificação ao pegar um pênalti quando o placar estava em 1 a 0. E a atuação ganhou ares épicos porque ele superou fortes cãibras para seguir na partida. "Foi difícil, mas eu queria aguentar até o final. Isso fez com que eu suportasse a cãibra, que estava bem forte."

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa Sul-americanaFlamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.