Ernesto Rodrigues/AE - 04/11/2011
Ernesto Rodrigues/AE - 04/11/2011

César Sampaio promete utilizar mais a base palmeirense

Gerente de Futebol cita Santos e Barcelona como exemplos de sucesso no trabalho com jovens

AE, Agência Estado

22 de dezembro de 2011 | 16h34

SÃO PAULO - Recentemente contratado para ser gerente de futebol do Palmeiras, César Sampaio promete ter também uma atenção especial com as categorias de base palmeirenses. Tanto que ele deu nesta quinta-feira uma palestra para os jogadores do time que disputará aCopa São Paulo de Futebol Júnior, a partir de janeiro, e tratou de avisá-los que alguns deles podem ter chance de subir para o elenco profissional em 2012. Segundo o dirigente, a expectativa é de aproveitar mais os jovens formados no clube.

"Quanto menos você contrata e mais consegue formar, o clube fica com muito mais identidade e os benefícios são muitos. É esse o nosso objetivo, de conseguir revelar bons valores", afirmou César Sampaio, em entrevista ao site do Palmeiras, ressaltando as vantagens de aproveitar os jogadores formados na base. "A identidade dos meninos com o clube, o DNA palmeirense, de estar jogando aqui, de estar defendendo as cores que eles iniciaram a carreira, pesam muito favoravelmente."

A diretoria do Palmeiras reconhece que vem encontrando dificuldades para contratar os reforços pedidos pelo técnico Felipão para a próxima temporada, principalmente por causa da questão financeira - até agora, conseguiu apenas o lateral-esquerdo Juninho. Por isso, aproveitar mais a base parece ser a solução encontrada. "Com os preços atuais do mercado, a gente sabe que é muito mais vantajoso formar jogadores de qualidade do que comprar atletas que estão em evidência", admitiu César Sampaio.

Para justificar sua tese, o dirigente palmeirense citou os dois finalistas do último Mundial de Clubes da Fifa, disputado agora em dezembro, como exemplo a ser seguido. "A identidade de um clube é feita através de um projeto forte na formação de atletas. Barcelona e Santos, mesmo com toda diferença técnica, mostraram isso, que são duas equipes que investem forte na base", avaliou César Sampaio, que ocupa o cargo de gerente de futebol do Palmeiras há cerca de dois meses.

Diante disso, César Sampaio lembrou que conquistar o título da Copa São Paulo, ainda inédito para o Palmeiras, não é a prioridade. Segundo ele, o objetivo das categorias de base é revelar novos jogadores. "Essa coisa de título na base é relativo, apesar de ser importantíssimo para a história do clube e dos profissionais que trabalham. Os atletas não precisam ter essa pressão, mas, sim, pensar em fazer uma grande competição e tentar chegar em condições no time profissional", avisou o dirigente.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasCésar Sampaio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.