Chamusca diz não entender a demissão

O técnico Péricles Chamusca disse nesta segunda-feira que até agora não conseguiu entender as razões pelas quais foi demitido do Goiás, apesar de ter vencido o jogo de estréia ( 2 a 0 no Paraná). O treinador foi avisado pela manhã que teria o contrato rescindido e seria substituído por Edson Gaúcho, que foi técnico do Vila Nova. ?O mais estranho é que o pior já havia passado. O time já estava refeito da perda do Estadual, novos reforços estavam chegando, havíamos vencido na estréia sei seis jogadores titulares...?, disse Chamusca, em entrevista à Rádio Jovem Pan, de São Paulo. ?Foi uma grande surpresa?, acrescentou. O treinador supõe que o principal motivo tenha sido a perda do Estadual.O treinador desconversou sobre a possibilidade de assumir o São Paulo, que está sem técnico desde a saída de Emerson Leão há uma semana. ?Eu sei que tenho credibilidade no São Paulo. Pessoas ligada ao clube já comentaram que meu nome estava na lista de possíveis contratados e a próprio imprensa já falou isso, mas não tenho nada?, disse.Chamusca garante que estaria pronto para assumir uma equipe grande de São Paulo. ?Preparado eu estou. Quando eu saí do São Caetano e fui para o Goiás, o fiz por causa da promessa da diretoria de montar uma equipe em condições de lutar pelo título?. Péricles Chamusca tinha contrato de dois anos com o Goiás.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.