JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Chapecoense acerta com Vinícius Eutrópio para substituir Vagner Mancini

Técnico já teve uma passagem vitoriosa pelo clube e agora chega em um momento instável

Estadão Conteúdo

06 de julho de 2017 | 10h50

Sem acordo financeiro com Argel Fucks e após a negativa de Enderson Moreira, a direção da Chapecoense fez a opção por Vinícius Eutrópio, de 51 anos, para substituir o técnico Vagner Mancini, demitido na última terça-feira, um dia após o empate com o Fluminense, por 3 a 3, em Mesquita (RJ), no fechamento da 11.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O técnico já teve uma passagem vitoriosa pelo clube e agora chega em um momento instável do time nas duas competições que participa: o Brasileirão e a Copa Sul-Americana.

Eutrópio trabalhou muito tempo como auxiliar de Carlos Alberto Parreira, inclusive como observador técnico em Copa do Mundo. Ele já passou por clubes como Ponte Preta, Fluminense e Santa Cruz, mas foi em Santa Catarina que viveu seus melhores momentos. No Figueirense, conseguiu um acesso para a Série A, em 2014, e na Chapecoense deixou saudades em 2015 com uma grande campanha no Brasileirão.

Depois de pedir demissão no Santa Cruz, há duas semanas, Eutrópio chegou a ser sondado por pelo menos três clubes da Série B, mas não fechou um acordo. Agora voltará a trabalhar na elite do futebol brasileiro.

Mas não será um trabalho fácil. Ainda se reestruturando após o acidente na Colômbia que vitimou 71 pessoas, o clube acabou eliminado da Copa Libertadores e está na 15.ª posição do Brasileirão, a duas da zona de rebaixamento, com 14 pontos. O seu próximo jogo vai ser contra o Atlético-PR, domingo, às 11 horas, na Arena Condá.

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolChapecoense

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.