Reprodução/Twitter/ChapecoenseReal
Reprodução/Twitter/ChapecoenseReal

Chapecoense anuncia Jakson Follmann como relações públicas do clube

Ex-goleiro já era embaixador do clube desde março de 2017 e desempenhará nova função pelos próximos três anos

Estadão Conteúdo

08 Março 2018 | 13h34

A Chapecoense anunciou nesta quinta-feira que o ex-goleiro Jakson Follmann assumirá o cargo de embaixador e relações públicas do clube catarinense. Um dos seis sobreviventes do trágico acidente aéreo que matou 71 pessoas em novembro de 2016, Follmann assinou contrato de três anos para ficar no novo cargo.

+ Follmann no Laureus: "Não queríamos estar aqui por isso, mas temos que seguir"

+ Chapecoense ganha prêmio Laureus como o Melhor Momento do ano

+ Alan Ruschel renova contrato por mais três anos com a Chapecoense

O ex-jogador já tinha contrato para desempenhar a função de embaixador desde março de 2017, quando se encerrou seu vínculo como jogador. Desde o ano passado, ele participa de palestras em Chapecó e na região e acompanha a delegação em algumas viagens.

Follmann teve que se aposentou do futebol após ter tido a perna direita amputada em razão do acidente com o voo 2933 da empresa aérea LaMia, que caiu no morro El Gordo, a 35 quilômetros do aeroporto de Medellín, na Colômbia. Além dele, o zagueiro Neto e o lateral-esquerdo Alan Ruschel sobreviveram à tragédia.

Ruschel, inclusive, já voltou aos gramados e teve seu contrato renovado na última semana por três anos com o clube de Chapecó. Neto ainda cuida da parte física para voltar a jogar e não tem data para retornar aos gramados.

Recentemente, Follmann representou a Chapecoense no prêmio Laureus, em Mônaco. O clube de Santa Catarina venceu a categoria Melhor Momento do Esporte e a premiação foi mais um marco importante para a história do clube catarinense, que iniciou a votação na última colocação, mas, após uma forte campanha nas redes sociais, conseguiu a vitória.

O prêmio foi dado pela forma com que o clube catarinense se reergueu após a tragédia ocorrida no dia 29 de novembro de 2016. A Chapecoense foi citada como exemplo de inspiração para superar as adversidades por meio do esporte. A categoria vencida pela equipe brasileira celebra qualidades como competição, lealdade, esportividade, drama e dedicação. A ideia é mostrar o quanto o esporte pode conseguir mudar o mundo.

A Chapecoense também concorreu ao prêmio de melhor retorno do ano, mas perdeu para o tenista Roger Federer, que se recuperou de diversas lesões para conseguir ter mais um ano de muitas conquistas.

Mais conteúdo sobre:
futebol Jakson Follmann Chapecoense

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.