Sirli Freitas/Chapecoense
Sirli Freitas/Chapecoense

Chapecoense bate América-MG e embola briga contra o rebaixamento

Catarinenses encostam em mineiros com vitória por 1 a 0, na Arena Condá

Estadão Conteúdo

27 Outubro 2018 | 21h38

Reintegrado ao elenco no início da semana depois de um período treinando com o time sub-23, o atacante Wellington Paulista saiu do banco de reservas para dar a vitória a Chapecoense sobre o América-MG, por 1 a 0, na Arena Condá, na noite deste sábado pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A Chapecoense voltou a vencer depois de duas derrotas seguidas, mas segue na zona de rebaixamento. Em 17º lugar, o time catarinense chegou aos mesmos 34 pontos do América-MG e só está atrás no saldo de gols (-15 contra - 10). Os mineiros não vencem há oito partidas.

O primeiro tempo foi marcado por muita polêmica com a arbitragem, tanto que os dois times foram para os vestiários reclamando. Tudo começou aos 11 minutos. Robinho recebeu dentro da área e marcou para o América-MG, mas o árbitro anulou assinalando toque de mão.

A Chapecoense teve um gol anulado pelo mesmo motivo. O lance gerou ainda mais discussão porque o goiano Wilton Pereira Sampaio validou e voltou atrás após consultar o bandeirinha.

Deixando as polêmicas de lado, os dois times fizeram um primeiro tempo equilibrado. Os donos da casa tinham mais posse de bola, mas encontravam dificuldades para criar, enquanto os visitantes apostavam no contra-ataque. Nenhum dos dois goleiros teve grande trabalho.

Precisando da vitória, Claudinei Oliveira tirou Osman e colocou Wellington Paulista, que foi reintegrado ao elenco no início da semana após um período afastado. Ele precisou de apenas três minutos em campo para balançar as redes aos 15. Bruno Pacheco cruzou para cabeçada precisa do atacante.

O América-MG foi em busca do empate e a Chapecoense passou a jogar no contra-ataque. Aos 27, Leandro Pereira cruzou e Wellington Paulista só não ampliou porque João Ricardo fez a defesa. O time mineiro encontrava dificuldades para entrar na área do adversário. A partida ficou aberta nos minutos finais, mas o placar seguiu inalterado.

Os dois times voltam a campo no próximo domingo, pela 32ª rodada. A Chapecoense encara o Bahia, às 19 horas, na Arena Fonte Nova, em Salvador, e o América-MG recebe o Cruzeiro, às 17 horas, na Arena Independência, em Belo Horizonte (MG).

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE 1 x 0 AMÉRICA-MG

CHAPECOENSE - Jandrei; Eduardo, Rafael Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Amaral, Barreto, Canteros (Orzusa) e Doffo (Bruno Silva); Osman (Wellington Paulista) e Leandro Pereira. Técnico: Claudinei Oliveira.

AMÉRICA-MG - João Ricardo; Aderlan, Messias, Matheus Ferraz e Carlinhos (Ruy); Zé Ricardo, Juninho e Gerson Magrão (Rafael Moura); Robinho (Aylon), Luan e Giovanni. Técnico: Adilson Batista.

GOL - Wellington Paulista, aos 15 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Diego Torres e Bruno Pacheco (Chapecoense); Gerson Magrão, Paulão, Aderlan e Aylon (América-MG).

ÁRBITRO - Wilton Pereira Sampaio (GO).

RENDA - R$ 217.270,00.

PÚBLICO - 13.278 pagantes.

LOCAL - Arena Condá, em Chapecó (SC).

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.