Luis Moura/Estadão
Luis Moura/Estadão

Chapecoense cai em Bragança Paulista e perde chance de liderar

Equipe catarinense cai para o Bragantino após seis jogos invictos na Série B

AE, Agência Estado

24 de agosto de 2013 | 18h28

BRAGANÇA PAULISTA - A Chapecoense perdeu, neste sábado, a chance de passar o Palmeiras e chegar à liderança da Série B. A equipe catarinense, que vinha de seis jogos de invencibilidade, foi derrotada nesta tarde pelo Bragantino, em Bragança Paulista, por 1 a 0. Se vencesse, reduziria a um ponto a distância para o líder, podendo pular para a ponta na terça-feira, quando faz jogo atrasado da 15ª rodada, contra o América-RN, em Ceará-Mirim (RN). A distância para o Palmeiras segue sendo de quatro pontos: 40 a 36.

Já o Bragantino se recuperou da goleada sofrida diante do Icasa, na última rodada. A vitória deixou o time paulista com 25 pontos, em nono lugar. A equipe volta a jogar em casa pela 18.ª rodada, quando vai enfrentar o Paysandu, sábado, às 16h20. Não vai ter os volantes Carlinhos e Elias, suspensos com três cartões amarelos.

Mais uma vez o técnico Vágner Benazzi decidiu mudar o posicionamento do Bragantino. Sem o capitão Álvaro, suspenso, optou por jogar no ortodoxo 4-4-2, com dois volantes e dois meias. O diferencial ficou para a boa movimentação dos meias Gustavo e do experiente Geovanni.

A Chapecoense ficou muito atrás, sem forçar para puxar o contra-ataque e muito menos para superar a marcação do time paulista, que saiu na frente aos 37 minutos, numa falta muito bem cobrada por Geovanni. Quase na linha da grande área o ex-jogador do Barcelona bateu por cima da barreira, deixando o goleiro Nivaldo sem ação. A bola fez curva e entrou à meia altura e no canto.

Três minutos depois, a situação ficou pior para o time catarinense, que teve o experiente Athos expulso. Após levantamento para a área ele tentou dar um soco na bola e recebeu o cartão amarelo. Como já tinha o amarelo, recebeu o cartão vermelho.

Mesmo com um jogador a menos, a Chapecoense voltou com duas mudanças no segundo tempo. Entraram os atacantes Soares e Caion, respectivamente, nos lugares de Bruno Rangel, que saiu machucado, e de Danilinho. Em tese, o time passou a atuar com três atacantes. O Bragantino perdeu Léo Jaime machucado e Franklin entrou em seu lugar.

O time da casa recuou demais e passou a cometer muitas faltas. E levou um susto aos 17 minutos, numa bela virada de Soares, que passou perto da trave direita de Leandro Santos. No minuto seguinte, em contra-ataque, Lincon apareceu em velocidade na área e chutou forte, mas Nivaldo espalmou e depois a defesa aliviou.

O jogo ficou aberto. A Chapecoense se abriu em busca do empate e deixou espaços para os contra-ataques do Bragantino, que não soube aproveitar a vantagem de ter um jogar a mais em campo.

FICHA TÉCNICA

BRAGANTINO 1 X 0 CHAPECOENSE

BRAGANTINO - Leandro Santos; Diego Macedo, Kadu, Raphael Andrade e Léo Jaime (Franklin); Carlinhos (Dudu), Elias, Gustavo e Giovanni; Tiaguinho (Yago) e Lincom. Técnico - Vágner Benazzi.

CHAPECOENSE - Nivaldo; Fabiano, Rafael Lima, André Paulino e Anderson Pico (Fabinho Gaúcho); Glaydson, Paulinho Dias, Danilinho (Caion) e Athos; Bruno Rangel (Soares) e Fabinho Alves. Técnico - Gilmar Dal Pozzo.

GOLS - Geovanni, aos 37 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Marcelo de Lima Henrique (RJ).

CARTÕES AMARELOS - Danilinho e Anderson Pico (Chapecoense). Elias, Carlinhos e Geovanni (Bragantino).

CARTÃO VERMELHO - Athos (Chapecoense).

RENDA - R$ 12.357,25.

PÚBLICO - 855 pagantes.

LOCAL - Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBragantinoChapecoenseSérie B

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.