Acervo / Chapecoense
Acervo / Chapecoense

Chapecoense esquece desgaste antes de duelo decisivo com Atlético-PR

Com 21 pontos, time catarinense ocupa a 14ª colocação, apenas dois pontos acima do rival baiano, que abre a zona da degola

Estadão Conteúdo

22 Agosto 2018 | 06h56

Na briga direta contra o rebaixamento, Chapecoense e Atlético-PR se enfrentam nesta quarta-feira, às 19h30, na Arena Condá, pela 20.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time da casa vem de derrota por 2 a 0 para o São Paulo e precisa da reabilitação.

Com 21 pontos, a Chapecoense ocupa a 14ª colocação, apenas dois pontos acima do Vitória, que abre a zona da degola. Logo abaixo, com 18 pontos, na 18ª colocação, está o Atlético-PR, que vem crescendo de rendimento nas últimas rodadas e não perde E nem sofre gols há quatro partidas, com triunfos sobre o Vitória, por 4 a 0, e Flamengo, por 3 a 0, além de empates com Corinthians e Ceará, ambos por 0 a 0.

Após a derrota para o São Paulo, a delegação da Chapecoense teve problemas para retornar para casa. Com o Aeroporto Serafim Enoss Bertaso, em Chapecó, fechado por conta da neblina, o time catarinense teve de desembarcar em Porto Alegre e seguir viagem de ônibus por cerca de sete horas.

O técnico Guto Ferreira vê os dois próximos jogos, contra Atlético-PR e Vasco, como mais importantes por se tratarem de adversários diretos na briga contra o rebaixamento. Por isso, pede para os jogadores "esquecerem" o cansaço. "Nosso campeonato nesse momento é outro. Vamos descansar e buscar, com o apoio do nosso torcedor, uma situação que nos dê mais tranquilidade na tabela. Nos próximos dois jogos nós teremos adversários mais diretos", avaliou o treinador.

A principal dúvida de Guto Ferreira para montar a escalação é na lateral esquerda. Bruno Pacheco segue lesionado e se não tiver condições de jogo novamente, Alan Ruschel será o titular. Mesmo assim, o técnico não quis confirmar a escalação. "Faz parte da nossa estratégia", brincou, se referindo ao mistério.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.