Alexandre Loureiro/ InovaFoto/ Estadão Conteúdo
Alexandre Loureiro/ InovaFoto/ Estadão Conteúdo

Chapecoense faz reunião com Levir e pode anunciar técnico nesta sexta

Clube deve anunciar João Carlos Maringá como novo diretor de futebol

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

09 de dezembro de 2016 | 07h01

A Chapecoense pode anunciar nesta sexta-feira a contratação do técnico Levir Culpi. O clube tem conversas adiantadas com o treinador, mas algo que pode emperrar o acerto é o tempo de contrato, pois Levir quer ficar apenas até o fim do Campeonato Catarinense, enquanto a diretoria do clube catarinense quer mantê-lo até o final da temporada. Uma entrevista coletiva nesta sexta-feira poderá dar maiores detalhes do andamento da negociação.

O Estado apurou que o presidente do Conselho Deliberativo da Chapecoense está em São Paulo onde  conversará com Levir Culpi para discutir o contrato. O treinador divulgou que estava disposto a trabalhar gratuitamente no clube até o término do Campeonato Catarinense, mas a preocupação da diretoria da Chape é que ele acabe deixando o clube no meio da Copa Libertadores ou próximo do início do Campeonato Brasileiro. Para convencer o treinador a assinar um contrato até o fim da temporada, a Chape está decidida a pagar salário para o ex-técnico do Fluminense.  

Caso a negociação não avance, a Chapecoense tem outros nomes na lista, mas ainda aguarda o término das conversas com Levir para ir atrás de outro treinador. Em relação a comissão técnica, o ex-goleiro Nivaldo, que acaba de se aposentar, deve ser convidado para trabalhar como preparador de goleiro ou auxiliar técnico. 

Ainda nesta sexta-feira, o clube deve confirmar a contratação de João Carlos Maringá como diretor de futebol. Ele já trabalhou na diretoria do clube em 2013 e era amigo de Sandro Pallaoro, presidente que morreu no acidente aéreo no dia 29 de novembro. Maringá, que foi jogador, inclusive da Chape, vai assumir o cargo que era de Eduardo Preuss, o Cadu Gaúcho, que também faleceu na tragédia que vitimou 71 pessoas. 

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
ChapecoenseFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.