Marcio Cunha/ Chapecoense
Marcio Cunha/ Chapecoense

Chapecoense faz 'vaquinha' online para conseguir pagar salários

Até a tarde desta terça-feira, o clube havia arrecadado R$ 5.760,00; meta é de R$ 300 mil

Redação, Estadao Conteudo

14 de julho de 2020 | 18h08

Com as dificuldades financeiras agravadas por conta da pandemia do novo coronavírus, a Chapecoense espera contar com a ajuda dos seus torcedores para conseguir pagar os salários dos seus funcionários. Por isso, o clube decidiu fazer uma "vaquinha" virtual no site www.kickante.com.br/campanhas/salve-chape-nos-precisamos-voce. A meta é conseguir arrecadar R$ 300 mil. Até a tarde desta terça-feira, o clube havia arrecadado R$ 5.760,00.

"Agora, mais uma vez, chegou a hora de nos unirmos. Jogarmos juntos. Fazermos a diferença. Sem medo de expormos os nossos problemas, as nossas fraquezas, os nossos erros. Sem receio de assumirmos que sim: precisamos de ajuda", disse o clube.

O valor mínimo para doação é de R$ 10,00. A partir de R$ 100,00, os torcedores serão recompensados pela Chapecoense, desde uma caneca personalizada até uma camisa autografada e um ano de associação.

Desde o ano passado, quando amargou o primeiro rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro, a Chapecoense vem passando por uma crise financeira, inclusive atrasando salários dos jogadores.

Tudo o que sabemos sobre:
Chapecoensecoronavírusfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.