Sirli Freitas / Chapecoense
Sirli Freitas / Chapecoense

Chapecoense inicia Sul-Americana contra o novato chileno Unión La Calera

Clube catarinense enfrenta uma difícil viagem para começar a busca pelo bicampeonato da competição

Redação, O Estado de S.Paulo

05 de fevereiro de 2019 | 09h01

A Chapecoense começa nesta terça-feira, contra um adversário pouco conhecido, a disputa da Copa Sul-Americana. Em duelo marcado para as 21h30, o time catarinense, campeão do torneio continental em 2016, vai a campo em La Calera, no Chile, para encarar o estreante e emergente Unión La Calera.

O adversário conquistou o acesso para a primeira divisão chilena em 2017. No ano passado, obteve uma vaga na Sul-Americana pela primeira vez na história. O time brasileiro, aliás, sabe como é isso, já que disputou o torneio pela primeira vez em 2015, pouco tempo após chegar à elite nacional.

Apesar dessa semelhança, a Chapecoense vai encontrar no Chile um ambiente bastante diferente ao que está acostumada. As adversidades começam já na questão de logística. A delegação não encontrou um hotel adequado para se hospedar em La Calera e optou por ficar na capital Santiago, a 115 quilômetros do estádio Municipal Nicolás Cahuán, local da partida.

O estádio comporta apenas 9,2 mil torcedores e será adaptado com uma arquibancada móvel de mil lugares para atender a exigência mínima de dez mil espectadores, estabelecida pela Conmebol. Além disso, possui gramado sintético, fator que costuma gerar muita reclamação em times que não estão habituados a esse tipo de solo.

O técnico Claudinei Oliveira terá que fazer ao menos uma mudança. Com uma lesão de grau dois no músculo adutor da coxa direita, o atacante Victor Andrade não foi relacionado. Renato, Lourency e Júlio César são as opções para duas vagas em aberto para atuar ao lado de Wellington Paulista no ataque. Alan Ruschel e Everaldo também são alternativas.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.