Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Chapecoense pede roupas brancas e lenços em velório coletivo

Evento na Arena Condá terá 900 jornalistas e segurança de 827 profissionais

Daniel Batista e Gilberto Amendola, enviados especiais a Chapecó, O Estado de S.Paulo

02 de dezembro de 2016 | 18h12

Em preparação para o velório dos jogadores da Chapecoense, a diretoria do clube catarinense confirmou nesta sexta-feira os números oficiais dos eventos fúnebres que serão realizados neste sábado, em Chapecó. Cerca de 900 jornalistas, de 15 países diferentes, devem cobrir as homenagens.

Todos os eventos serão acompanhados por um efetivo de segurança de 827 integrantes. A estrutura será composta por 150 policiais militares, 60 bombeiros, 25 policiais rodoviários federais, 20 policiais rodoviários estaduais, 300 oficiais do Exército, 20 policiais civis, 12 agentes de trânsito do município, 40 guardas municipais e 150 a 200 seguranças particulares.

De acordo com a Chapecoense, 300 pessoas vão trabalhar na organização dos eventos. O clube pede aos torcedores que pretendem comparecer à Arena Condá, que sediará o velório coletivo, que vistam roupas brancas e levem lenços e bandeiras.

Amigos e familiares das vítimas terão cerca de 450 profissionais da saúde à disposição, entre médicos, enfermeiros e psicólogos. O evento terá ainda 200 voluntários de diversas instituições de saúde.

A diretoria da Chapecoense pede aos torcedores que evitem levar crianças menores de cinco anos, em razão do grande volume de pessoas que é aguardado para o velório. Somente 19 mil pessoas poderão entrar no estádio - permanecerão somente nas arquibancadas. Por causa da capacidade limitada do estádio, o clube pede compreensão para aqueles que não conseguirem entrar na Arena.

CERIMÔNIA

Às 18h15, na ala sul DA Arena Condá, aconteceu uma homenagens aos jornalistas mortos no desastre aéreo que também vitimou jogadores e comissão técnica da Chapecoense. O nome de cada profissional de imprensa foi lido (e cada um foi seguido de aplausos). O padre Igor, conhecido também por ser um torcedor ferrenho da Chapé, rezou uma pequena missa no local. Rosas brancas foram distribuídas.

Confira a agenda da chegada dos corpos e do velório:

- 7h45: chegada do primeiro dos três aviões em Chapecó. Eles aterrissarão de 15 em 15 minutos. O último chega às 8h15;

- 8h às 9h: os corpos serão colocados no caminhão;

- 9h: cerimônia da entregue de medalha de honra ao mérito desportivo. A presença do presidente Michel Temer ainda não está confirmada;

- 9h45: início da carreata do aeroporto até o estádio, com duração prevista de 1h30min;

- 11h15: chegada prevista na Arena Condá. Somente as famílias terão acesso ao local nos primeiros 45 minutos;

- 12h às 14h: acesso a torcedores e jornalistas no velório;

- 15h: encerramento do velório.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.