Reprodução/Twitter do Botafogo
Reprodução/Twitter do Botafogo

Chapecoense perde para o Botafogo e está rebaixada no Campeonato Brasileiro

Resultado afasta o time carioca da parte debaixo da tabela e assegura o primeiro rebaixamento da história do clube catarinense

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de novembro de 2019 | 21h46

A Chapecoense está rebaixada no Campeonato Brasileiro após perder para o Botafogo, por 1 a 0, nesta quarta-feira, na Arena Condá. O time carioca pulou para 42 pontos, agora com seis a mais do que a zona da degola. Rhuan decretou a sua vitória e a queda catarinense.

Seis anos após chegar à Série A partindo da Série D, a Chapecoense amarga o descenso, está na penúltima colocação com apenas 28 pontos, podendo chegar no máximo aos 37 do Ceará, primeiro rival fora da degola. O problema é que o time nordestino tem dez vitórias e a Chapecoense só chegaria a nove se ganhasse seus últimos três jogos.

O primeiro tempo foi sem graça e sem chances, como se ninguém precisasse ganhar para escapar do descenso. Um das únicas chances com certo perigo ocorreu antes mesmo do primeiro minuto. Roberto chutou de longe e Gatito fez boa defesa. Aos 40 minutos, Rhuan bateu de longe e assustou João Ricardo, goleiro da Chapecoense. No mais, os 45 minutos iniciais transcorreram sem emoção e sob chuva.

O segundo tempo começou melhor e com bola na trave. Roberto cruzou e Fernando cabeceou contra o próprio gol, quase abrindo o marcador para a Chapecoense. O Botafogo, porém, também voltou animado e com o pé calibrado. Aos oito minutos, João Paulo deu ótimo passe para Rhuan, que tocou por cima do goleiro catarinense. Foi o primeiro gol dele como profissional.

Após o gol, o jogo voltou a cair de produção e o Botafogo confirmou os três pontos, empurrando a Chapecoense para a Série B.

A Chapecoense voltará a campo no domingo, às 19 horas, quando visitará o Santos na Vila Belmiro pela 36.ª rodada. No sábado, às 19h, o Botafogo receberá o Internacional no Engenhão.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE 0 X 1 BOTAFOGO

CHAPECOENSE - João Ricardo; Eduardo, Douglas, Maurício Ramos (Camilo) e Bruno Pacheco; Amaral, Márcio Araújo, Renato (Arthur Gomes); Henrique Almeida, Roberto (Gustavo Campanharo) e Everaldo. Técnico: Marquinhos Santos.

BOTAFOGO - Gatito Fernández; Fernando, Marcelo Benevenuto, Gabriel e Yuri; Cícero, João Paulo (Jean) e Alex Santana; Igor Cássio (Luiz Fernando), Diego Souza (Vinícius Tanque) e Rhuan. Técnico: Alberto Valentim.


GOLS - Rhuan, aos oito minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Anderson Daronco (RS).

CARTÕES AMARELOS - Maurício Ramos, Bruno Pacheco (Chapecoense); Gabriel e Alberto Valentim (Botafogo).

RENDA - R$ 63.780,00.

PÚBLICO - 3.582 torcedores.

LOCAL Arena Condá, em Chapecó (SC).

Para Entender

Programação de tv

Veja as principais atrações esportivas do dia

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.