Márcio Cunha/ACF
Márcio Cunha/ACF

Evitar a queda antecipada para a Série B é o objetivo da Chapecoense contra o Ceará

Clube catarinense corre risco de ser rebaixado nesta rodada em caso de derrota para a equipe cearense

Redação, Estadão Conteúdo

17 de novembro de 2019 | 16h08

A Chapecoense precisa derrotar o Ceará, às 18 horas deste domingo, na Arena Condá, para ganhar uma sobrevida no Campeonato Brasileiro. Caso seja derrotada pelo time cearense, a equipe de Chapecó correrá o risco de ser rebaixada para a Série B ao fim da 33.ª rodada.

Se perder em casa, a Chapecoense vai cair com um empate do Botafogo com o Athletico-PR, também neste domingo, na Arena da Baixada, e uma vitória do Cruzeiro sobre o Avaí, nesta segunda-feira, no Mineirão.

Pelas palavras do técnico Marquinhos Santos fica claro que a Chapecoense já está começando a se preparar para encarar a segunda divisão em 2020.

"Se houver a questão do descenso, que hoje é uma realidade e tem se tornado cada vez mais próximo, mas matematicamente ainda não está, não tenho dúvida de que o clube vai voltar e ter uma ascensão ainda mais forte a partir de 2020."

O clube do interior catarinense amarga a penúltima colocação do Brasileirão, com apenas 22 pontos, enquanto o Ceará, que também luta contra o rebaixamento, soma 36. Para tentar manter as chances de sobrevivência no torneio, Marquinhos Santos deverá contar com a volta do zagueiro Douglas.

O capitão ainda sente dores nas costas por causa de uma contratura lombar, mas já trabalha com o restante do elenco e poderá ser uma das novidades. Douglas treinou ao lado de Amaral e tem esperança de jogar. "Tenho um pouco de dor, mas preciso treinar para ver se vou ter condições de jogar domingo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.