Fernando Mattos/Divulgação
Fernando Mattos/Divulgação

Chapecoense sofre para pousar e enfrenta viagem de oito horas até Chapecó

Avião com a delegação arremeteu em Passo Fundo e precisou descer em Porto Alegre

O Estado de S.Paulo

06 de junho de 2017 | 16h52

Vivendo boa fase dentro de campo, a Chapecoense sofre com problemas para conseguir retornar a Chapecó. Após vencer o Cruzeiro no último domingo, em Belo Horizonte, o avião com a delegação arremeteu na pista e não conseguiu pousar em Passo Fundo, no Rio Grande do Sul. Com isso, desceu em Porto Alegre por volta das 14h desta terça-feira e seguiu viagem até o Oeste de Santa Catarina de ônibus, com percurso previsto para oito horas de duração.

O planejamento inicial da diretoria consistia em voar da capital mineira para Campinas, e de lá pegar um voo até Chapecó na segunda-feira. Por conta do mau tempo na cidade catarinense, contudo, o voo foi cancelado, uma vez que o aeroporto estava fechado.

A decisão então foi de dormir em Itu e ir para Chapecó nesta terça-feira, mas como o tempo permaneceu instável, novamente não foi possível. Já em Porto Alegre, o time agora encara uma viagem de 450km para, enfim, chegar em casa.

A equipe dirigida pelo técnico Vagner Mancini tinha partida marcada diante do Grêmio para quarta-feira às 21h45, na Arena Condá, mas o jogo foi adiado para quinta porque o adversário também sofre com as condições do tempo em Chapecó. Sem conseguir fazer a viagem até a cidade por conta das condições meteorológicas, os gaúchos são a favor do adiamento do duelo, desejo que não é compartilhado pela Chapecoense.

O time de Renato Gaúcho teria como opção também realizar o trajeto de ônibus, mas não quer pelas condições consideradas ruins da rodovia. O pensamento ganhou força depois de um acidente na estrada com um veículo que carregava quatro funcionários do clube, mas que não deixou feridos. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.