Chapecoense vence o Fluminense e praticamente assegura permanência na Série A

A Chapecoense exibiu determinação neste sábado no Rio e venceu o Fluminense por 3 a 2, no Maracanã, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. A equipe catarinense não se rendeu aos mandantes e, mesmo após levar o empate, voltou a ficar em vantagem no placar, assegurando um importante triunfo para se manter na elite do futebol nacional.

LUCIANO PÁDUA, ESPECIAL PARA A AE, Estadão Conteúdo

07 Novembro 2015 | 23h13

Com o resultado, o time de Chapecó chegou a 43 pontos, na 14ª posição, dando mais um passo para se distanciar da zona de rebaixamento. O clube das Laranjeiras segue com os mesmos 43 pontos, na 13ª colocação, porque tem mais vitórias que a Chapecoense.

Ambas as equipes voltam a campo na próxima rodada do Brasileirão no dia 19 de novembro. O Fluminense jogará contra o Grêmio em Porto Alegre. A Chapecoense receberá o Internacional na Arena Condá.

O jogo começou disputado, com muita correria dos times. Aos 9 minutos, Jean cruzou, Gustavo Scarpa se antecipou ao goleiro Danilo e cabeceou. A bola passou perto da meta. No minuto seguinte, Ananias bateu bem de fora da área e assustou o goleiro Diego Cavalieri, que observou a bola sair.

Aos 18 minutos, os tricolores fizeram boa jogada, em que Vinicius foi lançado na área, sob marcação cerrada de Thiego. O zagueiro se precipitou e aplicou um carrinho no meia: pênalti para o Fluminense. Jean cobrou e abriu o placar no Maracanã.

Em vantagem, os mandantes tentaram mostrar em campo que, para eles, o ano não acabou. Aos 26, Jean lançou Vinicius dentro da área que deixou a bola com o calcanhar para Gerson, que vinha livre de trás. O camisa 30 bateu e o goleiro Danilo fez boa defesa.

Em uma escapada pela direita, a Chapecoense empatou a partida. Aos 29, Maranhão passou por Wellington Silva no lado direito e cruzou com efeito para Túlio de Melo, que marcou de peixinho.

Após o gol, o Fluminense ficou desnorteado e sofreu pressão. Aos 33, Thiego, que havia feito a falta do pênalti, se redimiu. Em escanteio, o defensor se antecipou a Gum e cabeceou sem chance para Diego Cavalieri. Foi a virada do Chapecoense.

Os mandantes tentaram reagir para voltar ao segundo tempo com o placar igual. Aos 41, Marcos Junior invadiu a área em boa posição, chutou colocado e Danilo fez excelente defesa. Aos 46, o estreante Jonathan cruzou e Scarpa chutou de primeira para fora.

A equipe carioca voltou para a segunda etapa com Magno Alves no lugar de Vinicius. Logo aos 3 minutos, Jonathan lançou Gustavo Scarpa dentro da área. O meia bateu à queima roupa e empatou a partida para os cariocas.

O Fluminense voltou melhor do intervalo, mas o jogo seguiu aberto. E o time catarinense não se rendeu. Aos 18, Gil deu um belo passe para Camilo, que, na intermediária, bateu forte no canto esquerdo de Cavalieri, marcando o terceiro da Chapecoense.

O Fluminense buscou atacar no restante da partida, mas não conseguiu furar o sistema defensivo bem posicionado dos catarinenses. Sem criar grandes lances de perigo, terminou a partida com a sexta derrota em casa no Brasileirão.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 2 X 3 CHAPECOENSE

FLUMINENSE - Diego Cavalieri; Jonathan (Osvaldo), Gum, Marlon e Wellington Silva; Jean, Cícero, Gustavo Scarpa, Marcos Junior (Robert) e Vinícius (Magno Alves); Gerson. Técnico: Eduardo Baptista.

CHAPECOENSE - Danilo; Apodi, Neto, Thiego, Dener; Gil, Cleber Santana e Camilo (Tiago Luis); Ananias (Bruno Silva), Maranhão (Wagner) e Túlio de Melo. Técnico: Guto Ferreira.

GOLS - Jean, aos 19 minutos, Túlio Melo, aos 29, E Thiego, aos 33 minutos do primeiro tempo; Gustavo Scarpa, aos 3, e Camilo, aos 18 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Nielson Nogueira Dias (PE)

CARTÕES AMARELOS - Cícero, Wellington Silva e Gerson (Fluminense); Túlio Melo, Ananias e Gil (Chapecoense).

RENDA - R$ 132.025.

PÚBLICO - 4 749 presentes (4.153 pagantes).

LOCAL - Maracanã, Rio de Janeiro (RJ).

Mais conteúdo sobre:
futebol Brasileirão Fluminense Chapecoense

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.