Bruno Cantini/Divulgação
Bruno Cantini/Divulgação

Chará comemora adaptação ao Atlético-MG e exalta mentalidade

Atacante colombiano afirma que atitude e dedicação lhe ajudaram a se ambientar rapidamente ao time

Estadão Conteúdo

01 Agosto 2018 | 15h32

Contratado pelo Atlético Mineiro há cerca de um mês e meio, o atacante colombiano Yimmi Chará comemorou a rápida adaptação ao time comandado pelo técnico Thiago Larghi. O jogador conquistou a vaga de titular, já marcou um gol e deu uma assistência em quatro partidas pelo clube de Belo Horizonte.

+ STJD denuncia Edu Dracena e jogadores do Atlético-MG

+ Atlético-MG fatura título da Copa BH

"Acho que se deve ao trabalho, à mentalidade e à atitude com que assumo as coisas. Sempre tratei de ter uma boa atitude e uma boa mentalidade para o meu trabalho e isso ajuda a adaptação a ser mais fácil", afirmou Chará em entrevista coletiva de imprensa nesta quarta-feira, na Cidade do Galo, em Vespasiano, na região metropolitana de Belo Horizonte.

O desafio atual do Atlético Mineiro é conseguir voltar à briga pelo título do Campeonato Brasileiro. Depois do final da pausa para a disputa da Copa do Mundo da Rússia, o time perdeu duas partidas, venceu uma vez e teve um empate. Por isso agora está em quinto lugar após 16 rodadas, sete pontos atrás do Flamengo, o líder do torneio.

"É importante o patamar que o grupo está retomando. Terminou o semestre passado com bom desempenho e, pouco a pouco, nós jogadores que chegamos, vamos alcançando esse ritmo, esse nível competitivo, esperando que os resultados apareçam", afirmou o colombiano, que assumiu a vaga que era ocupada por Róger Guedes. O ex-atacante do Atlético Mineiro era o artilheiro do Brasileirão com nove gols em 12 jogos quando foi vendido pelo Palmeiras, dono dos direitos federativos dele, ao Shandong Luneng, da China.

A parceria de Chará com Ricardo Oliveira no ataque da equipe rendeu um gol ao centroavante no empate do Atlético Mineiro contra o Bahia por 2 a 2, na última segunda-feira, na Arena Fonte Nova, em Salvador.

"Ricardo é um jogador que faz diagonais muito boas e sempre trato de buscá-lo. Nas partidas anteriores, não conseguimos concretizar essas jogadas, mas deu certo na última rodada e terminou em gol", afirmou o colombiano, que nesta semana se prepara para defender o time na próxima segunda-feira contra o Internacional, no estádio Independência, em Belo Horizonte.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.