Charlton aconselha Rooney a controlar temperamento

Bobby Charlton, um dos maiores jogadores da história do Manchester United, revelou que tem aconselhado Wayne Rooney sobre como controlar seu temperamento explosivo dentro de campo. O atacante vai perder toda a fase de grupos da Eurocopa de 2012 após receber uma suspensão de três jogos por chutar um adversário durante duelo entre Inglaterra e Montenegro, válido pela última rodada das eliminatórias do torneio.

AE-AP, Agência Estado

01 de novembro de 2011 | 08h52

"Eu falo às vezes", disse Charlton, ao ser questionado se conversa com Rooney sobre o seu temperamento. "Ele é muito receptivo a bons conselhos. Ele é o tipo de rapaz que gosta de ser e diz se cometeu um erro", acrescentou. "Ele sabe que cometeu um erro (contra Montenegro)".

Charlton, de 74 anos, trabalha atualmente como dirigente do Manchester United. O maior artilheiro da história do clube e da seleção inglesa espera que a punição de Rooney seja revista. A Associação de Futebol da Inglaterra espera receber as razões para a punição da Uefa ainda nesta semana. Em seguida, decidirá se apelará da suspensão.

"Eu acho que ele fez o que faz algumas vezes, e me pergunto se ele pensa nisso", disse Charlton. "Ele não pensa realmente sobre isto, caso contrário ele não teria feito isso. Mas ele aprendeu a lição e ele vai receber o castigo".

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBobby CharltonWayne Rooney

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.