Twitter Oficial / Valladolid
Twitter Oficial / Valladolid

'Chegada de Ronaldo dá tranquilidade e confiança ao Valladolid', diz lateral

Jogadores se animam com compra do clube por parte do Fenômeno

Estadão Conteúdo

04 Setembro 2018 | 10h58

A chegada de Ronaldo Fenômeno ao comando do Valladolid vai trazer tranquilidade e confiança ao elenco do time espanhol, afirmou o lateral Javi Moyano, nesta terça-feira. Na segunda, o ex-atacante da seleção brasileira comprou 51% das ações da equipe e assumiu oficialmente a presidência do conselho.

"A primeira impressão e as sensações são boas. Vai acontecer uma mudança no clube, mas não uma ruptura. Ronaldo nos mostrou que vem com muita vontade de ajudar, ele quer manter uma ideia de continuidade. Ele disse que gostou muito do que viu, de como a equipe trabalha. Por isso, Carlos vai seguir em seu cargo", disse Moyano, um dos líderes da equipe.

Com a negociação sacramentada na segunda, Ronaldo se tornou presidente do conselho do clube. Mas Carlos Suárez será mantido na presidência da instituição. Foi o próprio dirigente quem deu as boas-vindas ao Fenômeno e informou sobre a porcentagem adquirida.

Ronaldo também teve breve encontro com alguns jogadores, Moyano entre eles. "Ele transmitiu muita confiança logo na primeira impressão. Quando um homem do futebol, como Ronaldo, te fala diretamente, com objetividade e com esta tranquilidade, isso não nos deixa nenhum tipo de dúvida [quanto ao futuro do clube]", declarou o capitão do time.

O lateral acredita que a chegada de Ronaldo também pode se refletir em uma motivação extra para os jogadores dentro de campo. "Há alguns meses estávamos lutando no meio da tabela da segunda divisão e agora acabamos de enfrentar o Barcelona", afirmou Moyano, referindo-se à derrota para o time catalão por 1 a 0, na segunda rodada.

Após três rodadas disputadas, o time ocupa atualmente o 16º lugar, com dois empates e uma derrota. Na sexta-feira, a equipe ficou no empate sem gols com o Getafe, fora de casa.

De acordo com a imprensa do país, Ronaldo pagou cerca de 30 milhões de euros (cerca de R$ 141 milhões) pela aquisição do clube. O acordo foi sacramentado na última quarta-feira, mas divulgado somente na segunda. O brasileiro teria comprado parte das ações de Suárez, que tinha 60%.

 
Mais conteúdo sobre:
futebolValladolidRonaldinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.