Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Chegada de Viña faz Diogo Barbosa virar a terceira opção na lateral do Palmeiras

Nos treinos, Luxemburgo tem definido o uruguaio como titular da posição e Victor Luís no papel de reserva imediato

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

14 de fevereiro de 2020 | 04h30

A contratação do lateral-esquerdo uruguaio Matías Viña para o Palmeiras mexeu com a preferência do técnico Vanderlei Luxemburgo para a posição. O jogador de 22 anos deixou o Nacional, de Montevidéu, para se tornar titular absoluto do time, como indicam os treinos realizados nesta semana. Por outro lado, o dono do setor no ano passado, Diogo Barbosa se tornou agora a terceira opção, atrás de Victor Luís na preferência.

Diogo Barbosa não fez nenhuma partida oficial em 2020. O lateral participou somente dos dois jogos da Florida Cup em janeiro e depois virou reserva. Quem ganhou espaçou no time justamente durante o torneio de pré-temporada foi Victor Luís. Escalado por Luxemburgo no torneio amistoso, ele atuou também nos cinco jogos disputados até agora no Estadual. Por isso, o camisa 26 desponta no momento para ser o reserva imediato do novo dono da posição.

Viña é até agora o único reforço trazido pelo Palmeiras para a temporada. Luxemburgo aprovou a vinda e tem observado bastante o uruguaio nos treinos. O lateral gosta de apoiar, tem demonstrado qualidade nas finalizações e nos últimos trabalhos formou a linha titular da defesa junto com Mayke, Felipe Melo e Gustavo Gómez. O lateral-direito Marcos Rocha está fora das atividades temporariamente por se recuperar de uma pancada sofrida no sábado.

No treino desta quinta, Viña foi escalado no time titular. Já a formação reserva contou com Victor Luís na lateral-esquerda, uma demonstração de que agora é ele o reserva imediato. Curiosamente, em 2019 ele atuou somente 19 vezes em compromissos oficiais enquanto o agora segundo suplente da lateral, Diogo Barbosa, participou de 51 compromissos.

O próximo jogo do Palmeiras será no domingo, contra o Mirassol, no Allianz Parque. A partida marca a inauguração do gramado sintético e pode servir também para a estreia de Viña. O uruguaio depende apenas de ter o nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF para ser escalado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.