'Chego ao Figueirense como se fosse meu primeiro clube', diz goleiro Felipe

O goleiro Felipe se mostrou empolgado por voltar a disputar o Brasileirão, nesta terça-feira, em sua apresentação oficial no Figueirense. O experiente jogador, com passagens vitoriosas por Corinthians e Flamengo, disse que encara a oportunidade no time catarinense como uma renovação em sua carreira.

Estadão Conteúdo

12 de maio de 2015 | 20h37

"Fiquei feliz da vida como se fosse o meu primeiro clube quando cheguei aqui no Figueirense. A confiança que me depositaram em mim depois de algum tempo sem atuar foi algo gratificante e espero retribuir ajudando este clube que entra muito forte para a disputa do Campeonato Brasileiro e demais competições da temporada", disse Felipe.

O goleiro chega ao time catarinense após perder espaço no mercado entre os maiores clubes do País. Felipe não joga uma partida profissional desde metade do Brasileirão do ano passado. Pelo Flamengo, perdeu a posição de titular em julho e depois não foi mais relacionado. Acabou encostado na Gávea até ter seu contrato rescindido, em janeiro.

O goleiro de 31 anos desembarcou no Figueirense há duas semanas e já treina normalmente com o grupo. "Encontrei um grupo muito bom e com outros grandes companheiros de posição e jogadores de linha de alta qualidade que já demonstraram no ano passado e no Estadual deste ano que tem qualidade para ir atrás de grandes objetivos também em nível nacional", afirmou.

Campeão da Copa do Brasil por Corinthians e Flamengo, Felipe espera brilhar também no seu novo time. "Por onde passei ganhei títulos e deixei minha marca e espero que aqui no alvinegro catarinense não seja diferente".

Apesar de estar treinando com o grupo há duas semanas, Felipe ainda não sabe quando estreará no Figueirense. "Tem um bom tempo que não jogo uma partida oficial mas de maneira particular procurei sempre estar trabalhando a parte física e técnica", declarou, sem apontar um prazo para estrear no Brasileirão.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFigueirenseFelipe

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.