Massimo Pinca/Reuters
Massimo Pinca/Reuters

Cheia de reservas, Juventus goleia Udinese com brilho de atacante de 19 anos

Moise Kean marca dois gols e sofre um pênalti na vitória por 4 a 1, nesta sexta-feira, em Turim

Redação, Estadão Conteúdo

08 de março de 2019 | 19h20

A Juventus deu nesta sexta-feira mais uma demonstração de como sobra no Campeonato Italiano. Na abertura da 27ª rodada, o técnico Massimiliano Allegri poupou quase todos os titulares, mas ainda assim o time não encontrou qualquer dificuldade para massacrar a Udinese por 4 a 1, em Turim. E a ausência da força máxima abriu espaço para o brilho do jovem atacante Moise Kean, que marcou dois gols e sofreu um pênalti.

A goleada ampliou a campanha praticamente perfeita da Juventus, que está com 75 pontos em 81 possíveis, com 24 vitórias e três empates. Assim, a vantagem para o segundo colocado Napoli, que só vai entrar em campo no domingo, é de 19 pontos. Já a Udinese soma 25 pontos, na 15ª colocação.

Essa foi a partida número 200 da Juventus no Allianz Stadium, arena que foi inaugurada pelo clube em setembro de 2011. E nesta sexta-feira, o time marcou pela primeira vez quatro gols em um duelo desta edição do Campeonato Italiano.

Derrotado pelo Atlético de Madrid por 2 a 0 na Espanha no jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões, a Juventus mostrou que o seu foco estás no duelo da próxima terça-feira, em Turim. Assim, deixou jogadores importantes, como Chiellini, Cristiano Ronaldo e Mandzukic, fora do duelo desta sexta-feira.

Além disso, o time teve outros desfalques, pois Cancelo e Pjanic cumpriram suspensão, enquanto Cuadrado, De Scigilio, Douglas Costas e Khedira estão lesionados. Mas nem isso impediu a Juventus, escalada com o Alex Sandro no setor ofensivo, conquistar a goleada.

O brasileiro participou do lance que abriu o placar, aos 18 minutos do primeiro tempo, ao avançar pela ponta esquerda e cruzar para Kean desviar às redes. O jovem atacante, de 19 anos, voltou a marcar aos 39, depois de uma bela jogada individual, em que pedalou para cima da marcação e finalizou de bico.

Kean voltou a aparecer no segundo tempo, quando foi derrubado na grande área, em pênalti para a Juventus, que foi convertido por Emre Can aos 22 minutos. Logo depois, aos 26, Betancur cruzou e Matuidi, como elemento surpresa, invadiu a área e cabeceou para as redes. E a Udinese diminuiu aos 40, com um gol de Lasagna em chute cruzado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.