Mailson Santana / Fluminense FC
Mailson Santana / Fluminense FC

Cheio de desfalques, Fluminense estreia contra o Boavista no Carioca

Com grande número de desfalques, Abel não demonstra expectativa para primeiro jogo oficial da temporada

Estadão Conteúdo

17 Janeiro 2018 | 06h46

Ainda em processo de reorganização por conta de uma grave crise financeira, o Fluminense estreia no Campeonato Carioca dois dias depois de perder oficialmente Gustavo Scarpa para o Palmeiras. Sob muita desconfiança da torcida, o time enfrenta o Boavista às 16h30 desta quarta-feira, em Bacaxá, pela primeira rodada do Grupo C.

+ Fluminense anuncia contratação do volante Airton por uma temporada

+ Abel vê só Flamengo mais forte do que o Flu no Rio, mas admite temor com defesa

Os primeiros testes da temporada para a equipe do técnico Abel Braga foram na Florida Cup e não convenceram. Contra o holandês PSV, o time empatou por 1 a 1. Na sequência, enfrentou o Barcelona de Guayaquil e acabou derrotado por 3 a 1.

Antes do segundo jogo do torneio amistoso, uma parte dos jogadores retornou ao Rio de Janeiro para evitar um desgaste logo no início no estadual. Gum, Gilberto, Renato Chaves, Marlon, Sornoza, Marcos Júnior e Henrique Dourado, utilizados no jogo contra o Barcelona, não estarão em campo.

Marcos Felipe, Mateus Norton, Diogo, Ibañez, Pablo Dyego e Jádson voltariam do Estados Unidos para o jogo, mas tiveram um atraso no voo e foram cortados de última hora. Com todos os desfalques, Abel vai ter que utilizar jogadores dos juniores para completar a escalação.

Como o time não vai ter força máxima, o treinador não demonstrou grande expectativa em relação ao duelo contra o time de Saquarema. "A estreia com certeza será um jogo muito complicado para nós. Vamos chegar em condições bem melhores para o jogo contra o Botafogo (segunda rodada)", garantiu Abel.

No Boavista, atual campeão da Copa Rio, o clima é de otimismo. Nas últimas temporadas, o time tem investido em nomes conhecidos do futebol carioca, e em 2018 não é diferente. Inclusive, o elenco tem nomes que já atuaram no Fluminense, com destaque para Tartá, vice-campeão da Libertadores em 2008 e campeão brasileiro em 2010. "É sempre diferente, é o clube que me revelou. Mas, nesse momento, eu estou no Boavista", disse o atacante.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.