Cheio de desfalques, Inter vence o América-RN de virada

Mesmo sem poder contar com 8 jogadores, entre contundidos e suspensos, equipe do técnico Alexandre Gallo ganha por 2 a 1, em Natal

14 de julho de 2007 | 23h06

Sem vários titulares, o Internacional venceu o América-RN de virada, por 2 a 1, neste sábado, no Machadão, pela 11.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Enquanto time gaúcho sofreu - apesar da vitória - com as ausências de Alex, Fernandão, Ceará, Elder Granja, Jonas e Rubens Cardoso, contundidos, Índio e Wellington Monteiro, suspensos, a equipe potiguar amargou a sua oitava derrota, em pleno no dia de 92.º aniversário.Com o resultado, o Internacional, que teve a volta de Alexandre Pato, que estava com a Seleção Brasileira Sub-20, chegou a 14 pontos e se afastou da zona de rebaixamento. Ao contrário, o América-RN permaneceu com sete pontos, na penúltima colocação. O América-RN foi superior na etapa inicial, sobretudo pela liberdade de Souza para jogar e pelos avanços sempre audaciosos do maranhense Arlon. O primeiro gol não chegou nem a ser questão de tempo, já que aos 11, em jogada ensaiada pelo técnico Marcelo Veiga durante a semana, Souza cobrou escanteio e colocou a bola na segunda trave. O zagueiro Rogélio aproveitou bem o lance e abriu o marcador de cabeça. No segundo tempo, o Inter tomou conta do meio de campo, empurrou a equipe potiguar para a defesa. Aos 9, em bola mal rebatida pela zaga americana, Pinga aproveitou a sobra e disparou uma bomba, que entrou no canto direito do goleiro Renê.A virada veio em um lance polêmico. Aos 35, O árbitro pernambucano Wilson de Souza Mendonça viu pênalti de Ney Santos em Christian, após choque no ar, entre os dois jogadores. No minuto seguinte, Alexandre Pato - que havia entrado no meio do segundo tempo - bateu de perna direita no canto esquerdo de Renê, que caiu no direito. AMÉRICA-RN 1 x 2 INTERNACIONALAmérica-RN - Renê, Ney Santos , Rogélio e Edson Borges; Thiago Machado (Beá), Marcos Alexandre, Reinaldo (Leandro Sena ), Souza e Marcinho; Frontini (Nunes) e Arlon Técnico: Marcelo Veiga Internacional - Clêmer; Diego, Sidney (Ji-Paraná), Marcão e Hidalgo; Magal (Roger), Luciano Henrique (Alexandre Pato), Edinho e Iarley; Christian e Pinga Técnico: Alexandre Gallo Gols - Rogélio, aos 11 minutos do primeiro tempo; Pinga, aos 9, e Christian, 36 minutos do segundo tempoÁrbitro - Wilson de Souza Mendonça (Fifa/PE) Renda - R$ 148.385,00 Público total- 14.402 Estádio - Machadão, em Natal (RN)(Com Juliano de Souza, especial para o Estadão)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.