Cheio de desfalques, Renato fecha treino e faz mistério no Grêmio

Técnico não dá pistas da escalação para enfrentar o São José pelo Gaúcho

Estadao Conteudo

16 Fevereiro 2017 | 20h58

Como fez em boa parte de sua trajetória no Grêmio em 2016, o técnico Renato Gaúcho optou pelo mistério nesta quinta-feira e não deu pistas da escalação para enfrentar o São José no domingo, na Arena, pelo Campeonato Gaúcho. Com o elenco repleto de desfalques, ele fechou o treino no CT Luiz Carvalho.

O principal motivo do mistério de Renato é o número de ausências por lesão no ataque. Além da grave contusão de Douglas, o Grêmio perdeu recentemente os atacantes Luan, Jael, Beto da Silva e Pedro Rocha por problemas físicos. Por isso, as opções no setor ofensivo são escassas.

Douglas, que passou por cirurgia no joelho, Beto da Silva, com problema muscular, e Pedro Rocha, com tendinite, já foram desfalques na vitória de domingo sobre o Passo Fundo. Ao longo do confronto, Luan sentiu uma tendinite e precisou sair, mas seu substituto, Jael, também acabou sentindo após torcer o joelho direito.

Com isso, Renato fica sem nomes para atuar centralizado no ataque e terá que improvisar. Everton deve ser escalado no setor, com Fernandinho ganhando a vaga pela esquerda. O lateral Léo Moura, no entanto, se colocou à disposição para atuar no meio, o que daria nova chance a Leonardo entre os titulares e levaria Miller Bolaños ao ataque.

A tendência é que Renato teste as opções nos próximos dias, mas só confirme a escalação do Grêmio momentos antes da partida. O time, no entanto, deve ter no sábado: Marcelo Grohe, Léo Moura, Pedro Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Jailson, Maicon, Ramiro, Bolaños e Fernandinho (Leonardo); Everton.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.