Cheio de problemas, Inter pega Chapecoense para esquecer goleada do ano passado

O fantasma da goleada sofrida para a Chapecoense por 5 a 0 no ano passado, na Arena Condá, em Chapecó (SC), parece que ainda ronda o Internacional. As equipes voltam a se enfrentar no palco da fatídica partida nesta quinta-feira, às 19h30, pela 35.ª rodada do Campeonato Brasileiro, e as duas semanas que antecederam ao duelo só serviram para dar dor de cabeça ao técnico Argel Fucks.

Estadão Conteúdo

19 Novembro 2015 | 07h17

No total, são cinco baixas que o treinador ganhou. O meia Valdívia sofreu uma entorse no joelho defendendo a seleção olímpica e precisou passar por cirurgia - só volta a campo daqui seis meses. Os volantes Nilton e Wellington foram pegos no doping.

O meia-atacante Eduardo Sasha está com uma inflamação no tornozelo. E o goleiro Alisson ficará de fora após ter defendido a seleção brasileira nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. Além deles, o lateral-esquerdo Geferson e o atacante Rafael Moura já estavam no departamento médico.

Para o setor de marcação no meio de campo, Argel Fucks deve optar por Nico Freitas ao lado de Dourado. Ernando continua improvisado na esquerda, com Paulão e Juan na zaga. Na armação das jogadas, Anderson seguirá como dupla de D''Alessandro. E no ataque, Vitinho será o companheiro de Lisandro López.

O Internacional precisa esquecer a goleada e vencer o adversário para seguir firme na luta pelo G4. Faltam quatro jogos para o término da competição e o time colorado está a apenas um ponto do Santos, que é o quarto colocado.

Mais conteúdo sobre:
futebol Brasileirão Inter

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.