Wolfgang Rattay/Reuters
Wolfgang Rattay/Reuters

Chelsea anuncia ex-goleiro Petr Cech como novo assessor técnico e de desempenho

Checo de 37 anos volta ao clube onde viveu melhor momento da carreira após se aposentar no rival Arsenal

Redação, Estadão Conteúdo

21 de junho de 2019 | 10h46

Um dos maiores ídolos do Chelsea, o agora ex-goleiro Petr Cech está de volta ao clube. Após se aposentar do futebol profissional em maio passado, com uma passagem de quatro anos no Arsenal, o checo foi anunciado nesta sexta-feira como novo assessor técnico e de desempenho. Ele trabalhará diretamente com a diretora Marina Granovskaia.

"Essa oferta que recebi do Chelsea é pessoal para mim porque eu tive uma grande história com este clube de futebol. Foi a melhor opção para eu pensar e, no final, me sinto muito feliz e privilegiado por ter essa oportunidade de voltar e especialmente para este papel, que é de muita responsabilidade, algo que eu realmente estou procurando", disse o agora assessor ao site do clube.

Petr Cech, de 37 anos, também terá como missão fazer a ponte entre jogadores do time principal e a comissão técnica, além de acompanhar todos os jogos, inclusive fora de casa. "Estou ansioso pelo novo desafio e espero que possa usar meu conhecimento do futebol e minha experiência para ajudar o time a ter ainda mais sucesso no futuro", garantiu.

Como jogador do Chelsea, Petr Cech disputou 11 temporadas, 494 partidas e conquistou 17 troféus: um da Liga dos Campeões da Europa, um da Liga Europa, quatro do Campeonato Inglês, quatro da Copa da Inglaterra, três da Copa da Liga Inglesa e quatro da Supercopa da Inglaterra. É dele o recorde de maior número de jogos sem sofrer gols na história do Campeonato Inglês: 202.

Quando anunciou que se aposentaria no final da temporada 2018/2019, começaram a surgir boatos sobre o seu futuro, inclusive do interesse do Chelsea em tê-lo como parte de sua equipe técnica. Ele encerrou a sua carreira como goleiro no rival Arsenal, onde ficou de 2015 a 2019 e ganhou uma Copa da Inglaterra e duas Supercopas da Inglaterra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.