Chelsea desmente oferta milionária por Kaká

Clube inglês diz que proposta de 100 milhões de euros nunca foi feita e vê negociação com brasileiro improvável

Ansa, LONDRES

21 de julho de 2008 | 10h58

O Chelsea desmentiu nesta segunda-feira ter apresentado uma oferta milionária ao Milan para ter Kaká e afirmou considerar a transferência do brasileiro como "improvável"."Não houve nenhuma proposta", disse o dirigente do Chelsea, Peter Kenyon, "Eles foram claros ao dizer que o jogador não está à venda e nós também somos [claros] ao dizer que não apresentamos nenhuma proposta".A notícia, veiculada na imprensa internacional, a respeito uma proposta de 100 milhões de euros (aproximadamente R$ 260 milhões) que teria sido feita pelo time inglês, já havia provocado uma resposta dura do vice-presidente do Milan, Adriano Galliani.OUTRO BRASILEIROSe Kaká não é mais cogitado, o mesmo não pode ser dito sobre Robinho. Chateado com o Real Madrid, que não o liberou para as Olimpíadas de Pequim e não pretende renovar seu contrato, o jogador força sua transferência para o Chelsea. Seu procurador, Wagner Ribeiro, confirmou que o clube londrino fez uma oferta irrecusável, mas que a diretoria do Real Madrid diz que o atleta sai somente se a multa rescisória de seu contrato for paga, que é de 150 milhões de euros (aproximadamente R$ 390 milhões). De acordo com a imprensa inglesa e espanhola, a oferta do Chelsea seria de 60 milhões de euros (cerca de 156 milhões). A indicação do atleta foi feita pelo novo técnico do clube, o também brasileiro Luiz Felipe Scolari.

Tudo o que sabemos sobre:
Chelsea FCAC Milankaká

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.