Marco Bertorello/AFP
Marco Bertorello/AFP

Chelsea elimina Lille na Liga dos Campeões; Villarreal supera Juventus por 3 a 0

Duelos desta quarta-feira encerram a atual fase da competição; sorteio das quartas ocorre nesta sexta

Redação, Estadão Conteúdo

16 de março de 2022 | 19h23

O Chelsea ratificou seu favoritismo, ao derrotar o Lille, na França, por 2 a 1, de virada, nesta quarta-feira, e garantiu vaga nas quartas de final da Liga dos Campeões. Os ingleses haviam vencido no jogo de ida por 2 a 0. Já a Juventus, em Turim, decepcionou sua torcida, ao perder para o Villarreal, por 3 a 0, após empate (1 a 1), na Espanha.

Em Turim, a Juventus tomou a iniciativa desde o começo. Com Cuadrado pela meia direita e Rabiot pela esquerda, a equipe italiana foi em busca do gol que poderia lhe dar a classificação. Com isso, não demorou a criar boas oportunidades.

Aos 11 minutos, Cuadrado cruzou e Morata forçou bela defesa do goleiro Rulli. Aos 19 e 21, o esperto atacante Vlahovic foi autor de duas bonitas jogadas. Na primeira, finalizou de longe e Rulli mostrou mais uma vez que está em boa forma. Na segunda, bateu bonito, de primeira, e acertou o travessão.

A segunda parte da primeira etapa mostrou um Villarreal mais agressivo nos contra-ataques. Lo Celso demonstrou enorme categoria, ao bater de fora da área e quase surpreendeu Szczesny. Aurier também experimentou e levou muito perigo.

O segundo tempo foi marcado pelo excesso de cautela da Juventus, enquanto o Villarreal buscava uma bola para obter a vaga. Sem grandes chances, a partida caminhou para os pênaltis até os 32 minutos, quando Gerard Moreno converteu um penal e colocou os espanhóis na frente do placar.

O drama italiano aumentou aos 40 minutos, quando Pau Torres desviou escanteio da direita para fazer 2 a 0 e garantir a classificação do Villarreal. E ainda havia tempo para mais um gol. Aos 47, de pênalti, de Danjuma.

CAMPEÃO SE CLASSIFICA

Em Lille, o Chelsea não se acomodou com a vantagem de 2 a 0 conquistada na primeira partida e foi ao ataque. A atitude do campeão da temporada passada motivou os donos da casa a tentarem os contra-ataques.

Aos sete minutos, Burak Yilmaz mandou a bomba e a bola explodiu na cabeça de Thiago Silva. O atacante turco tentou também de falta, mas errou por pouco.

Em alguns momentos, o Chelsea chegou a ficar acuado em seu campo e só pôde contra-atacar. O Lille pressionou e conseguiu um pênalti, aos 38 minutos, após Jorginho meter a mão na bola. Burak Yilmaz bateu bem e fez o primeiro gol do jogo.

O Chelsea não se intimidou e foi ao ataque. Conseguiu o empate com Pulisic, aos 48, no último lance da primeira etapa, após linda assistência de Jorginho.

O empate no último lance do primeiro tempo não tirou o ânimo do Lille, que ficou mais perto do segundo gol, com Burak Yilmaz e Xeka. O Chelsea abusou de tocar a bola e da sua experiência.

Sem pressa, o time inglês esperou a melhor oportunidade e ela veio aos 26 minutos com o capitão Azpilicueta, ao completar de joelho o cruzamento da esquerda. Daí para frente, o Lille não teve forças para reverter a situação, mas foi homenageado por sua torcida nos minutos finais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.