Chelsea empata com Man City e técnico interino é hostilizado

Rafael Benítez, técnico interino do Chelsea, foi hostilizado pelos torcedores, irados com a demissão de Roberto Di Matteo, e iniciou seu reinado com um empate sem gols com o Manchester City neste domingo.

Reuters

25 de novembro de 2012 | 17h03

O Chelsea dispensou o popular Di Matteo na quarta-feira - horas depois de sua derrota para a Juventus na Liga dos Campeões, que deu sequência a uma série de maus resultados, e indicou o ex-Liverpool para o resto da temporada.

A chegada de Benítez pouco antes do início do jogo foi recebida com vaias dos torcedores locais, que entoaram o nome de Di Matteo durante todo o primeiro tempo.

O Chelsea, sem nenhuma vitória no Campeonato Inglês em cinco rodadas, melhorou após um início lento, mas criou poucas aberturas para testar Joe Hart, goleiro do City.

O City, tirado da primeira colocação pela vitória do Manchester United sobre o Queens Park Rangers por 3 x 1 no sábado, ficou a um ponto de distância em segundo lugar, e o Chelsea está em quarto, cinco pontos atrás dos líderes.

Os dois gols de Jermain Defoe, incluindo um ataque soberbo na primeira etapa, e o de Gareth Bale, com pouco menos de uma hora de jogo, tiraram o Tottenham Hotspur da crise com o placar de 3 x 1 sobre o West Ham United em casa.

O Southampton saiu da zona de rebaixamento com uma vitória de 2 x 0 sobre o Newcastle United em seu campo, um retorno infeliz para o treinador Alan Pardew, cujo time sofre para repetir os feitos da temporada passada que lhe garantiram a quinta colocação.

Brendan Rodgers, técnico do Liverpool, tampouco foi capaz de bater seu ex-time Swansea City, dando continuidade à estreia medíocre de seu novo clube na liga inglesa com um empate sem gols.

(Por Justin Palmer)

Tudo o que sabemos sobre:
FUTINGLESCHELSEA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.