Kirsty Wigglesworth/AFP
Kirsty Wigglesworth/AFP

Chelsea empata com o Southampton fora e interrompe ascensão no Campeonato Inglês

Vindos de quatro vitórias seguidas, comandados de Thomas Tuchel não conseguem encostar em Leicester e United, na 3ª e 2ª posição

Redação, Estadão Conteúdo

20 de fevereiro de 2021 | 11h38

Depois de emplacar quatro vitórias consecutivas no Campeonato Inglês, o Chelsea teve a sua ascensão freada ao empatar por 1 a 1 com o Southampton neste sábado, fora de casa, em duelo da 25ª rodada. Os anfitriões abriram o placar com o japonês Minamino, ex-Liverpool, e os visitantes buscaram o empate na etapa final com o jovem meio-campista Mason Mount, cobrando pênalti.

O resultado impede que o Chelsea, com 43 pontos, cole no Leicester e Manchester United, terceiro e segundo colocados, respectivamente, e deixa o time londrino com a possibilidade de perder a quarta colocação para o West Ham, que no domingo recebe o Tottenham. O Southampton, que vinha de seis derrotas consecutivas, aparece na 13ª posição da tabela de classificação da Premier League, com 30 pontos.

Contratado em 26 de janeiro, o técnico Thomas Tuchel ainda não perdeu no comando da equipe londrina. Foram sete jogos, com cinco triunfos e dois empates, considerando todas as competições. O tropeço atrapalha o Chelsea, mas não é um obstáculo no objetivo de alcançar as primeiras posições, sonho que se tornou possível desde a chegada do treinador alemão para substituir o ídolo Frank Lampard.

O Chelsea foi superior ao Southampton, teve grande volume de jogo, mas não mostrou a mesma criatividade, velocidade e eficiência dos últimos jogos. Fora de casa, a equipe londrina saiu atrás no placar. No primeiro tempo, o japonês Minamino, que está emprestado pelo Liverpool, abriu o marcador aos 33 minutos com um lindo gol. O atacante recebeu ótima enfiada de Redmond e mostrou muita frieza e categoria ao deixar Azpilicueta e o goleiro Mendy sentados antes de concluir para as redes.

Na etapa final, os visitantes cresceram, melhoraram a produção ofensiva e dominaram o adversário. Foram várias chances desperdiçadas antes de Mason Mount ser derrubado na área por Danny Ings. O próprio meio-campista foi para a cobrança e converteu a penalidade no canto esquerdo ao deslocar o goleiro McCarthy com muita tranquilidade aos nove minutos.

Depois disso, os comandados de Tuchel seguiram pressionando, em cima do rival, mas sem êxito. Foram nove arremates no total, sendo apenas três em direção ao gol. O Southampton se defendeu bem e ainda criou a melhor chance da etapa final ao acertar o travessão do rival em cabeceio do zagueiro grandalhão Vestergaard.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.