Chelsea investe alto em reforços

O Chelsea apresentou nesta quinta-feira o meia argentino Verón, contratado junto ao Manchester United por US$ 24 milhões. Com sua chegada, sobe para US$ 96 milhões o total gasto pelo clube em contratações desde que foi comprado pelo magnata russo Roman Abramovich há um mês.Dinheiro não é problema para o novo dono do clube. Aos 36 anos, dono de uma empresa petrolífera, ele tem uma fortuna avaliada em US$ 5,5 bilhões. Abramovich pagou US$ 98 milhões para adquirir 50,09% das ações do Chelsea e se comprometeu a zerar a dívida do clube, que é de US$ 141 milhões. Somando-se o que ele gastou para comprar as ações, o valor da dívida e o que já investiu em contratações, o número é assombroso: US$ 335 milhões.Mas o russo ainda não está satisfeito. Seu próximo objetivo é contratar um atacante. A Inter recusou sua oferta de US$ 35 milhões por Vieri, por isso seu alvo passou a ser o camaronês Samuel Eto?o, do Mallorca. Ele oferece US$ 11 milhões ao clube espanhol.Abramovich está na contramão do mercado. Num instante em que os clubes europeus estão mais preocupados em enxugar despesas, ele vai soltando cheques sem se preocupar. Além de Verón, já contratou o lateral camarônes Geremi (Real Madrid), o zagueiro Glen Johnson (West Ham), os meio-campistas Joe Cole (West Ham) e Wayne Bridge (Southampton) e o atacante irlandês Duff (Blackburn).Se há um homem feliz com a gastança de Abramovich é o italiano Claudio Ranieri, treinador do Chelsea. Ele está empolgado com a qualidade - e a quantidade - dos reforços que vem recebendo. "É muito bom ter tantos jogadores bons à disposição. Mas também é uma responsabilidade, porque se o time não conseguir bons resultados eu fatalmente serei demitido", afirmou. "Verón é o melhor meio-campista do mundo. Ele vai nos ajudar muito."O Campeonato Inglês começará dia 16. O Chelsea estreará dia 17, jogando fora de casa contra o Liverpool. O Manchester, atual campeão, jogará dia 16 em seu estádio contra o Bolton.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.