Chelsea lembra Tottenham e se previne após bater Basel

O Tottenham era franco favorito contra o Basel, mas acabou eliminado nos pênaltis nas quartas de final da Liga Europa depois de dois empates. A experiência ruim vivida pelo rival serve de alerta para o Chelsea, que venceu os suíços por 2 a 1, fora de casa, na partida de ida das semifinais na última quinta-feira.

AE, Agência Estado

26 de abril de 2013 | 10h21

"Nós temos a experiência do Tottenham, então sabemos que esse time (o Basel) é um grande time, que pode marcar gols em casa e fora, e por isso temos que estar concentrados", disse o técnico Rafa Benítez, já falando do jogo de volta do duelo, na quinta-feira que vem, desta vez no Stamford Bridge.

Nas quartas, o Basel chegou abrir 2 a 0 sobre o Tottenham em Londres, mas levou o empate. Na Suíça, vencia por 2 a 1 até sete minutos antes do fim do jogo. Novamente sofreu o empate, mas avançou nos pênaltis. Agora vai voltar à capital inglesa atrás de uma vitória por um (desde que marque dois ou mais gols) ou dois gols de saldo. Se conseguir isso, será o primeiro time suíço na final de um torneio europeu.

"Não podemos estar superconfiantes para a próxima partida. Nós sabemos que, se jogarmos bem, podemos vencer qualquer um, então podemos fazer isso. Será um jogo muito intenso e nós sabemos que nós estamos jogando contra um time que não tinha perdido em casa", completou o treinador.

Perguntado se a vitória por 2 a 1 foi merecida, Benítez disse que sim. "Eu acho que fizemos um duro trabalho até o fim. Penso que tivemos chances no contra ataque, mas não conseguíamos fazer o segundo gol." Moses abriu o placar para o Chelsea logo no início da partida, Schär empatou de pênalti aos 42 minutos do segundo tempo, mas David Luiz deu a vitória ao time inglês aos 49.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolChelseaBaselLiga Europa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.