Chelsea nega comentários racistas

A direção do Chelsea negou nesta quarta-feira as acusações de Samuel Eto?o, segundo as quais teria sido vítima de comentários racistas ao final da partida de ontem, contra o Barcelona, pelas oitavas-de-final da Liga dos Campeões de Europa, em Londres. Ao final da partida - vencida pelo time inglês - Eto?o disse em entrevista que um membro da comissão técnica do Chelsea o agrediu verbalmente quando deixava o gramado. ?Um dos auxiliares me chamou de macaco. Esta é e mentalidade deste clube?, acusou.Em um comunicado oficial divulgado nesta quarta-feira, a diretoria do Chelsea se defende. ?O Chelsea nega de forma veemente que qualquer menbro de sua comissão técnica tenha feito comentários de cunho racista. O clube tem um histórico de apoio às campanhas contra o racismo e de condenação qualquer manifestação deste tipo?, diz a nota.O Chelsea venceu o jogo por 4 a 2 e se classificou para as quartas-de-final da Liga. No jogo de ida, o Barcelona venceu por 2 a 1.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.