David Klein/Reuters
David Klein/Reuters

Chelsea perde do West Ham fora e fica mais distante do líder Manchester City

Gol aos cinco minutos marcado por Arnautovic faz Blues terem 3.º lugar ameaçado no Campeonato Inglês

Estadão Conteúdo

09 de dezembro de 2017 | 12h38

Após duas vitórias seguidas no Campeonato Inglês, o Chelsea voltou a tropeçar neste sábado. Fora de casa, o atual campeão foi batido pelo West Ham por 1 a 0, apesar da forte pressão dos visitantes no segundo tempo do duelo londrino. O único gol da partida foi marcado logo aos cinco minutos de jogo.

+ Confira a tabela do Campeonato Inglês

Com o tropeço, o Chelsea tem o terceiro lugar sob ameaça na tabela. Com 32 pontos, pode ser superado pelo Liverpool no decorrer desta rodada, no domingo. O rival tem 29 pontos, e apenas um gol a menos na comparação dos saldos de gols, antes de jogar o clássico local com o Everton, em casa.

Além disso, os atuais campeões ingleses ficam a distância ainda maior do líder Manchester City, que soma 43 pontos e ainda entrará em campo nesta rodada. O City fará o clássico com o Manchester United neste domingo, no Old Trafford.

Já para o West Ham, a vitória veio em ótima hora. Foi o primeiro triunfo da equipe sob o comando do técnico David Moyes, contratado no início do mês passado. O clube londrino vinha de oito jogos sem vitória no Inglês. Como consequência, começou a rodada figurando na 19ª e penúltima colocação da tabela. Agora chegou aos 13 pontos e subiu para o 18º posto, ainda dentro da zona de rebaixamento.

O Chelsea entrou em campo neste sábado sem brasileiros em campo. O zagueiro David Luiz ainda se recupera de problema físico - e estaria com problemas com o técnico Antonio Conte - e o meia Willian iniciou a partida no banco de reservas. Entrou aos 18 minutos do segundo tempo.

E diante da pressão inicial do West Ham, sucumbiu diante de bela jogada construída pelo ataque anfitrião, aos cinco minutos jogo. Uma rápida tabela na entrada da área culminou na finalização certeira do austríaco Marko Arnautovic.

Daí em diante, o West Ham se fechou na defesa e o Chelsea partiu para o ataque. A pressão atingiu o auge na metade do segundo tempo, quando os visitantes exibiram posse de bola de até 70%. Mas não foi o suficiente para impedir a derrota fora de casa, que reduz consideravelmente as chances de título dos atuais campeões.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato InglêsChelsea

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.