Chelsea recebe a Roma em Londres e quer dar novo espetáculo

Goleada no último final de semana reforça a boa fase do time inglês para esta quarta, na Liga dos Campeões

Agência Estado

22 de outubro de 2008 | 10h00

No último sábado, o Chelsea não se incomodou com o fato de jogar na casa do adversário e goleou o Middlesbrough por 5 a 0, pelo Campeonato Inglês. E o massacre não foi mero fruto do acaso. Nas mãos de Felipão, o time de Londres se acostumou a passar por cima de seus adversários. E terá nesta quarta-feira, contra a Roma, em Stamford Bridge, às 16h45 (de Brasília), mais uma boa chance para dar espetáculo - com acompanhamento online do estadao.com.br.Veja também: Liga dos Campeões - Classificação, calendário e resultadosJuventus bate Real e é líder de grupo na Liga dos CampeõesManchester e Villarreal se aproximam da classificaçãoBayern bate Fiorentina e lidera Grupo F da Liga dos CampeõesArsenal faz cinco e goleia Fenerbahce pela Liga dos CampeõesZenit arranca empate com Bate Borisov na Liga dos Campeões Dê seu palpite no Bolão Vip do LimãoNesta Liga dos Campeões, a equipe de Felipão já deu uma goleada (4 a 0 sobre o Bordeaux). É verdade que o adversário desta quarta é bem mais tradicional, mas não está em boa fase. A Roma vai mal no Campeonato Italiano e, no último sábado, perdeu por 4 a 0 para a Inter de Milão, em pleno Estádio Olímpico de Roma.Felipão não é de prometer futebol bonito, e nem mesmo o excelente momento vivido pelo Chelsea faz o gaúcho mudar suas convicções. Ele disse nesta terça-feira que a Roma será um adversário muito difícil, embora não esteja bem. "A goleada de domingo pode ter alguma influência, sim, mas o resultado não diz o que a Roma fez durante o jogo", explicou Felipão. "Mesmo goleada, a Roma trabalhou muito a bola e será uma partida difícil para o Chelsea."Como se não bastasse a evidente superioridade técnica do time inglês sobre a Roma, o Chelsea ainda conta com uma arma poderosíssima, que é seu estádio. Em Stamford Bridge, a equipe não perde um jogo de Liga dos Campeões desde 2006, quando caiu diante do Barcelona.Sabendo que poucos times no mundo têm um aproveitamento tão bom em casa quanto o Chelsea, Felipão aposta em três vitórias no estádio londrino para garantir a classificação para as oitavas-de-final. Uma, contra o Bordeaux, já foi conquistada. "É muito melhor carregarmos nossa bateria em casa para depois termos uma tranqüilidade maior fora."Assim como aconteceu no último sábado, o Chelsea terá vários desfalques nesta quarta: Cech, Drogba, Ricardo Carvalho, Ashley Cole, Joe Cole e Ballack estão machucados e não enfrentarão a Roma. Mas o elenco do clube inglês é realmente muito forte e, por isso, Felipão sabe que terá uma equipe de alto nível em campo. Especialmente porque o grande jogador da equipe, o meia Frank Lampard, vive um momento espetacular.A Roma, por sua vez, entrará no gramado com uma formação bem diferente da que foi goleada pela Inter. O lateral Cicinho, titular no domingo, deverá ficar no banco de reservas. No outro jogo pelo Grupo A, o Bordeaux receberá o Cluj.CORDA NO PESCOÇONão é só no Brasil que os treinadores de futebol correm o risco de degola se o time não vai bem. Que o diga o mexicano Javier Aguirre, comandante do Atlético de Madrid Embora a equipe tenha vencido seus dois jogos pelo Grupo D da Liga dos Campeões, a campanha no Campeonato Espanhol é decepcionante. O Atlético perdeu seus três últimos jogos e isso deixou Aguirre sob pressão. Uma derrota para o Liverpool, em Madri, poderá ser fatal para ele.Aguirre sabe que sua situação não é boa, mas diz que não se incomoda. "Os rumores de demissão (em caso de derrota) são normais. Um técnico tem de estar acostumado a isso." O time que irá a campo será bem diferente do que perdeu o clássico contra o Real Madrid, no sábado. O argentino Agüero, maior astro do Atlético, poderá ficar no banco. Aguirre acredita que o genro de Maradona está cansado. Já o Liverpool não terá seu principal atacante, Fernando Torres, que está lesionado. Revelado pelo Atlético, ele perdeu a chance de voltar ao Estádio Vicente Calderón.Pelo Grupo C, o Barcelona jogará contra o Basel, na Suíça. O time espanhol venceu seus dois primeiros jogos e, em caso de nova vitória, estará praticamente classificado para as oitavas-de-final. Em Milão, pelo Grupo B, a Inter pegará o Anorthosis, do Chipre. Surpreendentemente, os dois times dividem a liderança da chave, com seis pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
Liga dos CampeõesUefaChelseaRoma

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.