Chelsea reduz prejuízo para R$ 328 milhões e comemora

Atual campeão inglês, o Chelsea registrou um prejuízo de US$ 156,3 milhões (cerca de R$ 328 milhões, ou 80,2 milhões de libras) no ano fiscal de 2005/06, anunciou o clube nesta segunda-feira. A perda atual representa uma economia de 60 milhões de libras (cerca de R$ 244 milhões) em comparação ao período anterior e de 87,7 milhões de libras (aproximadamente R$ 358 milhões) em relação ao valor que o Chelsea perdeu em 2003/04, primeiro ano de Roman Abramovich como proprietário do clube. O Chelsea também anunciou "crescimento significativo" nas vendas (mais de 2,3 por cento), anunciantes (mais de 44 por cento) e atividades futebolísticas (mais de 6,3 por cento). "Esses números demonstram que o negócio está se movendo na direção correta, com aumento e crescimento de resultados nas principais correntes", disse Peter Kenyon, chefe-executivo do Chelsea. "Essa tendência positiva irá continuar porque, por exemplo, as contas desse ano não levaram em consideração os lucros do acordo com a Adidas", acrescentou, referindo-se ao acordo de oito anos assinado com a fabricante de produtos esportivos em 2005 no valor de cerca de 100 milhões de libras (cerca de R$ 409 milhões). "No ano passado, tomamos algumas decisões dolorosas para nos ajudar a alcançar nossos objetivos a longo prazo. Este ano, os números provaram que foi a decisão correta. Com o aumento do patrocínio, das cotas da TV e o sucesso dentro de campo, essas tendências positivas devem continuar." O prejuízo continua sendo o terceiro maior na história do futebol inglês, disse o jornal The Daily Telegraph. Até junho de 2005, Abramovich havia investido 440 milhões de libras (quase R$ 2 bilhões) ao comprar o clube de Londres, pagar suas dívidas e financiar a compra de novos jogadores, calculou o diário. Os jogadores comprados durante esse período incluem Andriy Shevchenko, Jon Obi-Mikel, Solomon Kalou, Lassana Diarra, Micheal Essien e Shaun Wright-Phillips. O jornal The Guardian calculou que o total de gastos com transferências desde que Abramovich comprou o clube é de mais de 375 milhões de libras (cerca de R$ 1,5 bilhão), com 175 milhões de libras (quase R$ 715 milhões) sendo gastos em 2003/04 e 101 milhões de libras (aproximadamente R$ 413 milhões) em 2004/05.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.