Andrew Yates/Reuters
Andrew Yates/Reuters

Chelsea supera o Leicester na prorrogação e avança à semi na Copa da Inglaterra

Jogo marcou o encontro entre os dois últimos campeões do Campeonato Inglês

Estadão Conteúdo

18 Março 2018 | 16h14

O último semifinalista da Copa da Inglaterra está definido. E foi com muito sofrimento. Depois de empatar por 1 a 1 com o Leicester no tempo normal, na casa do adversário, o Chelsea marcou no fim do primeiro tempo da prorrogação e sacramentou o triunfo por 2 a 1.

+ Confira a tabela do Campeonato Inglês

+ Southampton elimina algoz do Manchester City e está na semi da Copa da Inglaterra

A equipe, assim, foi a última garantida na semi da Copa da Inglaterra. Neste domingo, o Southampton já derrotara o Wigan por 2 a 0. E, no sábado, o Manchester United venceu o Brighton & Hove Albion por 2 a 0, enquanto o Tottenham superou o Swansea por 3 a 0.

O duelo deste domingo era cercado de expectativas. Reunia, afinal, as três últimas taças do Campeonato Inglês - o Chelsea venceu em 2015 e 2017, e o Leicester foi surpreendentemente campeão em 2016.

Mas, com William e Morata entre os titulares, o Chelsea fez uma partida de pouca inspiração. O Leicester também estava retraído - embora atuasse em casa - e o duelo quase não teve chances criadas no primeiro tempo.

E, na primeira delas, já aos 41 minutos, o Chelsea abriu o placar. Willian recebeu na intermediária defensiva, driblou o marcador, arrancou até o campo de ataque e deu belo passe para Morata. Sozinho, o atacante invadiu a área e tocou na saída de Kasper Schmeichel.

O ritmo, então, melhorou no segundo tempo. O Leicester avançou a marcação e o Chelsea passou a explorar os contra-ataques. E, depois de muita insistência, o time mandante chegou ao empate aos 31: após confusão na área e três bolas rebatidas, Jamie Vardy finalmente completou para as redes.

O Leicester, então, teve boas chances para virar, mas desperdiçou todas. Morata também recebeu sozinho aos 41 e chutou em cima de Schmeichel. O duelo, assim, foi para a prorrogação.

E, aos 14 minutos do primeiro tempo, o Chelsea chegou ao gol da classificação: após levantamento na área, Schmeichel saiu mal, não achou a bola e o baixinho Pedro, de apenas 1,67m, assegurou a classificação ao desviar de cabeça para o gol vazio.

Mais conteúdo sobre:
Futebol Internacional futebol Chelsea

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.