Reuters
Reuters

Chelsea suspende quatro torcedores por ofensas racistas a Sterling

Agressores ficarão impedidos de comparecer às partidas do clube enquanto o caso é investigado

O Estado de S.Paulo

10 Dezembro 2018 | 18h10

O Chelsea anunciou nesta segunda-feira a suspensão de quatro torcedores que proferiram ofensas racistas a Raheem Sterling, do Manchester City, no confronto entre as equipes, no último sábado. Eles ficarão impedidos de comparecer às partidas do clube enquanto o caso é investigado.

A polícia londrina está revendo as imagens que geraram repercussão durante o confronto. Nelas, um homem aparece gritando ofensas aparentemente racistas para Sterling próximo à linha lateral. Outros torcedores em volta parecem também seguir o exemplo e cometer o crime.

"O Chelsea acha todas as formas de comportamento discriminatório repugnantes. E se houver evidência de torcedores participando de qualquer comportamento racista, o clube irá impor sanções severas, incluindo banimento. Nós também apoiamos qualquer consequência criminal", informou o Chelsea em nota.

O caso gerou bastante repercussão na Inglaterra, e a Associação de Futebol do país (FA) já anunciou que também abriu investigação. Sterling utilizou as redes sociais para se posicionar e chegou a criticar o jornal Daily Mail, acusando-o de incentivar o racismo.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.