Facundo Arrizabalaga/Efe
Facundo Arrizabalaga/Efe

Chelsea vence o Tottenham e abre distância na luta por vaga na Liga dos Campeões

Dentro de casa, equipe encerra série de quatro jogos sem vencer com gols de Giroud e Marcos Alonso

Redação, Estadão Conteúdo

22 de fevereiro de 2020 | 12h02

Em confronto direto pela quarta colocação do Campeonato Inglês, que dá vaga na próxima edição da Liga dos Campeões da Europa, o Chelsea se deu bem no clássico londrino ao derrotar o Tottenham por 2 a 1, neste sábado, no estádio Stamford Bridge, pela 27.ª rodada. O time da casa encerrou um incômodo jejum de quatro partidas sem vitórias.

Com o triunfo, o Chelsea subiu para 44 pontos e abriu uma distância de quatro justamente para o Tottenham, que permanece na quinta colocação, mas que pode ser ultrapassado até o final desta rodada por Sheffield United (contra o Brighton, em casa) e Manchester United (contra o Watford, em casa).

Esta quinta posição no Campeonato Inglês pode se tornar a quarta vaga do país na Liga dos Campeões caso seja efetivada a punição ao Manchester City, atual vice-líder, de tirá-lo das próximas duas edições da competição continental por violar as regras do Fair Play Financeiro da Uefa. O clube de Manchester irá recorrer à Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês).

Em campo, sem os atacantes Harry Kane e Son - ambos machucados -, o Tottenham do técnico português José Mourinho teve dificuldades no ataque e pouco ameaçou o gol defendido pelo argentino Caballero. Para complicar a situação, o primeiro gol do Chelsea saiu aos 15 minutos do primeiro tempo com o centroavante francês Giroud, que pegou um rebote de uma bola no travessão e acertou o chute no canto esquerdo baixo do goleiro Hugo Lloris.

Na segunda etapa, o Chelsea não deu chances para o rival buscar o empate. Logo aos três minutos, Marcos Alonso fez o segundo em belo chute rasteiro de fora da área depois de um contra-ataque bem executado pelo lado direito. O mesmo espanhol teve a chance de fazer o terceiro, mas sua cobrança de falta na entrada da área bateu no travessão.

Só aos 43 minutos que o Tottenham conseguiu chegar com mais efetividade ao gol rival. E teve que contar com a ajuda do zagueiro alemão Rüdiger, que desviou um toque de Lamela e tirou Caballero da jogada. Mas a reação dos visitantes parou por aí.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.