Chicão admite 'incômodo' com situação do Flamengo

Após nove rodadas, o Flamengo é apenas o penúltimo colocado do Campeonato Brasileiro, com sete pontos. Por isso, o período de pausa na competição para a disputa da Copa do Mundo caiu como uma luva para os interesses da equipe, que está tendo para repensar o planejamento e buscar soluções para a péssima fase vivida.

AE, Agência Estado

23 de junho de 2014 | 09h29

O zagueiro Chicão, por exemplo, admitiu o incômodo com o momento do Flamengo, mas prometeu muito trabalho em busca de evolução. "Jogadores vencedores se sentem incomodados com situações adversas. Podem ter certeza que vamos fazer de tudo para melhorar nossa situação no campeonato, junto com nosso torcedor, pois é assim que estamos nos sentindo."

Para fugir da pressão da torcida e ter a tranquilidade necessária para trabalhar, o Flamengo está treinando em Atibaia, no interior de São Paulo. "Os treinamentos estão sendo ótimos. Basta todos assumirem o compromisso de se ajudarem para tudo dar certo", avaliou Chicão.

No último domingo, por exemplo, Ney Franco comandou um forte treinamento físico seguido de um coletivo. Após a atividade falou sobre suas impressões. "Foi um coletivo tático dividido em quatro sessões de 20 minutos. Depois realizamos um treino de posse de bola. Quero que o trabalho seja forte para condicionar o grupo tanto físico, técnico e taticamente."

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFlamengoChicão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.