Chicão admite má fase do Corinthians e troca farpas com Valdivia

São apenas nove pontos nos dez últimos jogos do Campeonato Brasileiro, após um grande início de competição, com nove vitórias em dez partidas. Apesar da liderança mantida, o Corinthians já não convence seu torcedor e os próprios jogadores apontam a necessidade de mudança.

AE, Agência Estado

28 de agosto de 2011 | 19h56

"Temos que retomar nosso futebol das dez primeiras rodadas se quisermos conquistar o título", declarou o zagueiro Chicão, que, apesar da derrota deste domingo, diante do Palmeiras, por 2 a 1, viu equilíbrio na partida.

"No primeiro tempo a gente foi melhor, no segundo eles acertaram uma bola e fizeram o gol", avaliou o jogador, que no final do confronto teve um desentendimento com o meia rival Valdivia e mandou um recado ao palmeirense.

"O Valdivia só quer dar chute no ar quando está ganhando. Mas Deus é justo, tanto que no último jogo contra nós ele se machucou quando quis fazer graça", disse o zagueiro, lembrando do clássico disputado na semifinal do Paulista, quando o chileno saiu machucado após tentar fazer o drible. "Engraçado que ele só faz esse chute quando o time está ganhando", emendou.

Valdivia, porém, respondeu ao corintiano com deboche. "Ele tem que entender que ganhamos e bem. Se eu faço ou não o drible é problema meu. O Chicão tem boca e pode falar o que quiser. Não estou nem aí. Eu sei que nós ganhamos bem deles hoje (domingo), estamos na briga e isso é o mais importante de tudo."

O Corinthians segue atrás da recuperação e terá mais uma chance de se reabilitar nesta quarta-feira, quando enfrentará o Grêmio, em casa, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.